13:39 08 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    561
    Nos siga no

    O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, acredita que no contexto atual chegou a hora dos países latino-americanos e caribenhos se unirem apesar das divergências ideológicas.

    "Chegou o momento de uma nova união para a América Latina e o Caribe, a Venezuela lançou um apelo forte a tal unidade e trabalho para o bem dos nossos povos, para lançar os alicerces de tão importante união", disse Maduro durante a cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC) na Republica Dominicana, citado pelo canal VTV.

    Segundo o líder venezuelano, a CELAC é necessária para fazer face aos desafios do mundo atual em constante transformação, evitar confrontação entre os povos irmãos.

    Maduro propôs criar um mecanismo de consultas regulares entre os países da região, o que permitirá que a CELAC realize uma cúpula extraordinária para discutir os assuntos mais sensíveis na economia e na migração no âmbito de todo o continente.

    Ele também agradeceu aos 33 países-membros da comunidade por incluírem uma disposição sobre o apoio à Venezuela na declaração final, dado que a administração de Barack Obama que há pouco deixou a Casa Branca prorrogou o regime de emergência em relação à Venezuela e reconheceu o país como uma ameaça para Washington.

    Mais:

    Maduro denuncia tentativa de golpe de Estado na Venezuela
    Maduro pede fim das 'conspirações' norte-americanas contra a Venezuela ao governo Trump
    'Oposição venezuelana quer derrubar Maduro da mesma maneira que queria derrubar Chávez'
    Tags:
    cúpula, CELAC, Nicolás Maduro, América Latina, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar