08:13 20 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1430
    Nos siga no

    Documento obtido por agência de notícias mostra ordem executiva de Trump aos secretários de Estado e Defesa para criar zonas de segurança a civis.

    Até agora empenhado em lutar contra o Daesh (grupo terrorista conhecido como Estado Islâmico, proibido na Rússia e em vários outros países), os Estados Unidos podem agora assumir uma posição mais central na questão humanitária da Guerra Civil na Síria. 

    Uma ordem executiva elaborada para o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pede aos secretários de Estado e de Defesa que elaborem um plano de criação de "zonas seguras" para refugiados civis dentro da Síria e de outros países vizinhos. O trecho do documento foi revelado pela Reuters, que diz ter tido acesso à íntegra do texto.

    "O Secretário de Estado, em conjunto com o Secretário de Defesa, fica demandado dentro de 90 dias a partir da data desta ordem a produzir um plano para fornecer áreas seguras na Síria e na região em que os cidadãos sírios deslocados de sua pátria possam aguardar (soluções) como a repatriação ou o eventual reassentamento em países terceiros ", diz o projeto de lei.

    O texto pode significar a cobrança dos EUA a países vizinhos do conflito sírio na solução da crise síria, muito criticados pela pouca ajuda humanitária fornecida aos refugiados que tentam escapar da guerra.

    Mais:

    Segundo Trump, prioridade militar dos EUA será o combate ao Daesh
    Pentágono elabora uma série de propostas inéditas a Trump para reforçar combate ao Daesh
    Pentágono diz que, com Trump, mudará estratégia de combate ao Daesh
    Tags:
    Guerra Civil Síria, Departamento de Defesa dos EUA, Departamento de Estado dos EUA, Estado Islâmico, Daesh, Donald Trump, Estados Unidos, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar