02:30 22 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Prédio do Congresso dos EUA, Washington

    Congresso dos EUA tenta precaver início de guerra nuclear por iniciativa de Trump

    © flickr.com/ Stephen Melkisethian
    Américas
    URL curta
    45182

    Congresso norte-americano apresentou projeto de lei intitulado "restrição de uso primordial de bomba nuclear" que deve reduzir o risco de conflito com outros países.

    "Essa lei vai proibir iniciativa de Trump de realizar ataque nuclear primordial sem declaração de guerra pelo Congresso. O problema de ‘uso preventivo' tornou-se criticamente importante agora que o presidente, Donald Trump, tem direito de iniciar uma guerra nuclear a qualquer momento", explicou um dos autores do projeto de lei e senador do partido Democrata, Edward Markey.

    Segundo ele, agora, o presidente dos EUA tem direito de ser o primeiro a usar bomba nuclear, relembrando que Trump já mencionou repetidamente essa possibilidade para combater o terrorismo.

    "Em tempos de crise com outro país que dispõe de bombas nucleares, tal política aumenta significativamente o risco de escalação nuclear. Nem Trump, nem presidente algum devem possuir o direito de usar bomba nuclear, exceto em caso de reposta a ataque nuclear", sublinhou Markey.

    "Congresso deve agir para manter a estabilidade global através da limitação das circunstâncias com relação aos EUA serem o primeiro país a usar bomba nuclear", acrescentou o coautor do documento, Ted Lieu.

    O senador expressou preocupação relacionada às "declarações notórias" de Trump, feitas antes da posse.

    Anteriormente, Trump escreveu em sua página do Twitter que os EUA devem reforçar e ampliar suas capacidades na área de armamento nuclear antes que "o mundo estime bombas nucleares". Depois, o magnata adicionou que caso a corrida armamentista se intensifique, os EUA estarão em vantagem nessa área.

    ​Mas, depois, Trump declarou estar disposto a discutir com Rússia as perspectivas de redução de potencial de armamento nuclear dos dois países.

    Mais:

    Pentágono: Relatos sobre base dos EUA no norte da Síria são 'imprecisos'
    América Latina: mais distante dos EUA e mais próxima da China?
    China dá resposta firme às declarações dos EUA sobre o mar do Sul da China
    Trump assina decreto aprovando construção de oleodutos Keystone e Dakota
    Merkel: eleição de Trump inaugura uma nova era na história mundial
    Casa Branca nega que Trump planeje frear investigação sobre supostos ciberataques russos
    Tags:
    corrida armamentista, bomba nuclear, documento, ataque preventivo, arma nuclear, restrição, projeto de lei, tomada de posse, Partido Democrata, Congresso dos EUA, Donald Trump, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik