00:10 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    15210
    Nos siga no

    Internautas "suspeitam" que a Rússia esteja por trás do lançamento dos fogos de artifício na celebração que antecedeu a tomada de posse de Donald Trump.

    Os fogos de artifício, que deveriam formar a sigla USA (EUA), criaram algo parecido com a abreviatura USR (US de Estados Unidos e R de Rússia). A criatividade dos internautas superou-se. Muitos propuseram que a sigla pode significar United States of Russia (Estados Unidos da Rússia). A hashtag foi usada por muitos nas redes sociais.

    Enquanto isso no Twitter:

    ​Usuário epaldelta escreveu: "Um erro excelente. #USR (EUR) Estados Unidos da Rússia".

    ​Desarrolhe vodca. Os fogos de artifício formaram #EUR ao invés de EUA. Obrigado, Rússia, aliás, URSS.

    ​Usuário Colin Hoffman comentou: "Fogos de artifício não mentem".

    Algumas pessoas relembraram as acusações de ataques cibernéticos realizados alegadamente pela Rússia:

    ​Usuário Amir Khaled escreveu: "EUR? A Rússia 'hackeou' até os fogos de artifício?"

    ​Oh não! #Rússia 'hackeou' fogos de artifício da tomada de posse!

    Ao mesmo tempo, alguns internautas ligaram o incidente com os fogos de artifício ao presidente da Rússia, Vladimir Putin:

    Parece que Putin comprou os fogos de artifício de Trump…

    Mas há quem diga que essa situação é muito séria:

    ​EUR? Sério? Trump já não tenta escondê-lo. O que está acontecendo com esse país?

    ​"Será que alguém além de mim acha que a sigla EUR, formada pelos fogos de artifício, foi de propósito", contesta Katie Bono.

    O 45° presidente dos EUA, Donald Trump, tomará posse em Washington, no dia 20 de janeiro ao meio-dia (15h00, horário de Brasília).

    Mais:

    Mídia: serviços secretos querem saber se equipe de Trump tem laços com a Rússia
    Obama escreve a carta e se despede do povo americano
    Trump é recebido com show de fogos de artifício em Washington (FOTOS)
    Trump e vice Mike Pence participam de eventos comemorativos
    Trump é pressionado a negociar com grupo que EUA consideravam terrorista
    Tags:
    hackers russos, usuários, fogos de artifício, hashtag, internautas, acusações, celebração, posse, redes sociais, Internet, Donald Trump, Vladimir Putin, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar