22:06 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 12
    Nos siga no

    Menino de 15 anos feriu quatro colegas e o professor antes de atentar contra a própria vida; segundo autoridades, ele sofria de problemas psiquiátricos.

    O menino de 15 anos que mais cedo atirou contra colegas e sua professora de 24 anos em Monterrey, capital de Nuevo Leon, morreu por conta do disparo que fez contra a própria cabeça.

    A informação foi confirmada pelo governador de Nuevo Leon, Jaime Rodríguez

    "Estou informado de que se retirou a assistência médica, ele tinha morte cerebral e já falece", disse o governador.

    A professora e os três colegas, feridos nos braços e na cabeça, continuam internados no Hospital Universitário da cidade. Autoridades disseram mais cedo que o menino sofria de problemas mentais e estava em tratamento psiquiátrico.

    Mais:

    Escola americana é fechada após ameaça de ataque
    Coalizão investigará declarações russas sobre ataque aéreo dos EUA a escola em Mossul
    Ministério da Defesa russo: Três crianças mortas e 10 feridas em ataque a escola de Aleppo
    Tags:
    Hospital Universitário de Monterrey, Colegio Americano Del Noroeste, Jaime Rodríguez, Nuevo Leon, Monterrey, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar