14:11 20 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Vista da baía de Balaklava na cidade de Sevastopol

    Casa Branca: 'O mundo teria caído sem reação dos EUA aos acontecimentos na Crimeia'

    © Sputnik / Vladimir Sergeev
    Américas
    URL curta
    9318
    Nos siga no

    "O mundo teria caído" se os EUA não tivessem reagido aos acontecimentos na Crimeia, afirmou na quarta-feira (18) o vice-conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Ben Rhodes.

    "Quando a ocupação do território do estado estrangeiro ocorreu, éramos responsáveis por organizar a resposta a esse passo. Sem isso, o mundo teria caído", afirmou Bem Rhodes falando sobre a reunificação da Crimeia com a Rússia.

    Ao mesmo tempo, Rhodes reconheceu que os EUA respeitam o direito da Rússia de ter os seus próprios interesses.

    Segundo ele, "os EUA fizeram muito" junto com a Rússia durante o mandato de Dmitry Medvedev, presidente russo entre 2008 e 2012.

    "Atingimos um novo Tratado de Redução de Armas Estratégicas (START III), apoiámos a adesão da Rússia à Organização Mundial do Comércio, cancelámos a emenda Jackson-Vanik [que afetava comércio entre os dois países]", afirmou Ben Rhodes.

    A Crimeia deixou de fazer parte da Ucrânia e foi reintegrada à Rússia em março de 2014, após um referendo no qual 96% dos habitantes da região votaram a favor da mudança. O fato, no entanto, não foi reconhecido pelos governos ocidentais nem pela Ucrânia, que, por sua vez, cortou as conexões de ônibus, aviões e barcas e também o fornecimento de água, comida e eletricidade para a península.

    Mais:

    Frente Nacional francesa vai reconhecer a Crimeia
    Regimento de S-400 entra em serviço de prontidão na Crimeia
    Crimeia apela à ONU sobre violações por parte de Kiev
    Tags:
    OMC, Ben Rhodes, Rússia, EUA, Crimeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar