00:09 08 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Trump coletiva

    EUA em alerta máximo para ataques terroristas na posse de Trump

    © AFP 2019 / DON EMMERT
    Américas
    URL curta
    415
    Nos siga no

    O presidente dos EUA Barack Obama, em uma reunião nesta terça-feira (17), pediu às autoridades de segurança interna e de contraterrorismo de seu país para permanecerem em alerta máximo durante a cerimônia de posse do presidente eleito Donald Trump, contra possíveis ataques terroristas, segundo disse a Casa Branca em um comunicado de imprensa.

    Em 20 de janeiro, Trump será empossado como o 45º presidente dos EUA durante uma cerimônia em frente ao edifício do Capitólio, onde ele também vai fazer seu discurso inaugural.

    "O presidente [Obama](…) ordenou que todas as agências mantenham seu elevado estado de vigilância para garantir que estejamos melhor preparados para proteger a pátria contra ameaças terroristas e indivíduos radicalizados à violência", disse o comunicado.

    Além de rever os planos de segurança da inauguração, diz o comunicado, Obama foi informado sobre operações de contraterrorismo em curso na Síria e no Iraque.

    Obama disse que o esforço liderado pelos EUA para acelerar as operações de contraterrorismo colocou o Daesh (autodenominado Estado Islâmico) no "caminho para a derrota duradoura", acrescentou o comunicado.

    Nos últimos dias, as Forças de Segurança iraquianas fizeram ganhos significativos em Mossul, enquanto que no norte da Síria, os parceiros locais dos EUA continuam a restringir o movimento do Daesh nas imediações de Raqqa, de acordo com o comunicado.

    Mais:

    Ativista do FEMEN invade museu de cera e agarra as partes íntimas do boneco de Trump
    Opinião: 'apesar das declarações, Trump e OTAN encontrarão consenso'
    Putin denuncia tentativas de deslegitimar Trump
    Tomada de posse de Trump parece ser um pesadelo para Ucrânia
    Tags:
    alerta, ameaça, ataques terroristas, inauguração, cerimônia, posse, Casa Branca, Donald Trump, Washington, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar