07:17 12 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    508
    Nos siga no

    O presidente eleito norte-americano não exclui a possibilidade de reconsiderar sua posição sobre a política de "uma China só".

    Na sua entrevista recente ao jornal Wall Street Journal, Trump comentou mais uma vez a controversa política de “uma China só”, que prevê o não reconhecimento de Taiwan como país independente.

    "Tudo pode ser discutido, inclusive a [política de] 'uma China só'", disse Trump.

    Cabe destacar que em três documentos bilaterais assinados pelos EUA e a China em 1972, 1978 e 1982 foi estabelecido que o lado norte-americano aceita este princípio e também rompe oficialmente os laços diplomáticos entre os EUA e Taiwan, com a obrigação de diminuir gradualmente os fornecimentos de armas a este último.

    Recentemente, o bilionário republicano realizou uma conversa telefônica com a presidente de Taiwan, quebrando os acordos existentes e levando o lado chinês a declarar um protesto diplomático.

    Durante a sua campanha presidencial, Donald Trump criticou duramente a política econômica da China, dizendo que fará os chineses "jogar respeitando as regras".

    Mais:

    Pequim lança 'sinal claro' aos EUA: apenas 'uma só China'
    Tags:
    Donald Trump, Taiwan, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar