23:22 09 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    113
    Nos siga no

    O inspetor-geral do Departamento de Justiça dos EUA, Michael Horowitz, anunciou nesta quinta-feira (12) que vai iniciar uma investigação sobre as políticas e procedimentos adotados pelo FBI e pelo seu próprio Departamento para tratar do caso dos e-mails da ex-candidata democrata à presidência, Hillary Clinton, antes da eleição presidencial.

    Segundo relata a Bloomberg, a investigação deverá se focar parcialmente nas decisões do diretor do FBI, James Comey, que levaram a tornar públicas, antes das eleições, as evidências sobre o uso, por parte de Hillary, de um servidor privado de e-mails para tratar de assuntos oficiais durante sua gestão como secretária de Estado dos EUA. 

    A investigação, segundo Horowitz, é uma “resposta aos pedidos de numerosos membros dos comitês de supervisão do Congresso, várias organizações e membros do público”.

    O inspetor-geral disse que irá analisar as alegações que sugerem que certas decisões e procedimentos tomados pelo Departamento de Justiça e pelo FBI sobre os e-mails de Clinton "foram baseados em considerações impróprias" e constituíram uma atitude "extremamente descuidada no manejo de informação muito sensível e altamente classificada".

    Mais:

    FBI encerra investigação sobre e-mails de Hillary Clinton
    Opinião: FBI dá a Trump chance de vencer
    FBI aperta Hillary Clinton na reta final da campanha
    Tags:
    eleições, e-mails, Departamento de Justiça, FBI, Hillary Clinton, James Comey, Michael Horowitz, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar