14:30 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Mike Pompeo

    Indicado à diretoria da CIA adota forte discurso contra a Rússia durante sabatina

    © AFP 2019 / Jim Watson
    Américas
    URL curta
    943
    Nos siga no

    O deputado republicano Mike Pompeo se distanciou dos posicionamentos pró-Kremlin de Trump e criticou duramente as atividades russas durante sabatina de confirmação no Senado americano.

    Autor de um projeto de lei que obriga o Departamento de Defesa a produzir relatórios sobre a cooperação entre Rússia e Irã, o deputado republicano pelo Kansas Mike Pompeo assumiu um duro discurso contra o Kremlin durante sua sabatina para o cargo de diretor da CIA.

    Nomeado por Trump, Pompeo criticou os recentes movimentos militares e diplomáticos da Rússia.

    "A Rússia tem se mostrado agressiva, invadindo e ocupando a Ucrânia, ameaçando a Europa e não movendo uma palha para ajudar a derrotar os extremistas do  Estado Islâmico", afirmou o possível novo diretor.

    Ele ainda comentou o polêmico relatório produzido por um ex-agente de inteligência britânico e publicado pelo Buzzfeed e sobre os supostos ataques hackers coordenados pelo alto escalão russo para prejudicar a democrata Hillary Clinton na campanha presidencial.

    "Com relação a este relatório em particular, é bastante claro sobre o que aconteceu aqui, sobre o envolvimento russo em esforços para cortar informações e ter um impacto sobre a democracia americana. Esta foi uma ação agressiva tomada pela liderança sênior dentro da Rússia", disse Pompeo.

    Caso confirmado, Pompeo assumiria a CIA no "ambiente mais complicado de ameaças que os EUA enfrenta na memória recente". Para evitar perigos ao país, ele prometeu que a CIA forneceria aos congressistas, "análises precisas, oportunas, robustas e claras das atividades russas".

    Mais:

    Donald Trump muda o discurso e diz acreditar que Rússia hackeou comitê democrata
    McCain: 3 presidentes dos EUA fracassaram em 'reiniciar' relações com Rússia
    Tags:
    Buzzfeed, Departamento de Defesa dos EUA, Daesh, CIA, Estado Islâmico, Mike Pompeo, Donald Trump, Hillary Clinton, Kansas, Estados Unidos, Irã, Europa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar