17:58 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Torre Trump Donald Trump coletiva

    Em coletiva, Trump dispara metralhadora verborrágica, provoca México e critica CNN

    © REUTERS / Shannon Stapleton
    Américas
    URL curta
    26320

    Primeira coletiva de imprensa do presidente-eleito Donald Trump em 2017 foi marcada por bate boca com repórter e retorno a antigos posicionamentos de campanha.

    Se não tivesse polêmica, não seria ele. Na sua primeira entrevista coletiva em vários meses, o presidente-eleito dos Estados Unidos, Donald Trump recebeu a imprensa na Torre Trump em Nova York em meio a acusações de relacionamento e chantagem russa durante as eleições.

    Falando sobre o relatório de inteligência publicado pelo Buzzfeed, que cita aproximação entre o republicano e o Kremlin desde 2010, Trump não deixou por menos e chamou o portal de "pilha de lixo escrevendo", afirmando que eles "sofrerão as consequências" pela publicação do documento. 

    Mesmo assim, o presidente-eleito admitiu pela primeira vez que a Rússia hackeou os computadores do Comitê Democrata durante a campanha presidencial, mas minimizou os efeitos do ataque para sua vitória. 

    "No que diz respeito ao ataque hacker, acho que foi a Rússia, mas acho que também somos hackeados por outros países e outras pessoas", afirmou Trump. "Temos muito hacking acontecendo", disse.

    Polêmicas

    Trump voltou a abordar temas polêmicos que usou durante a campanha. Logo no início da entrevista, o bilionário afirmou outra vez que a administração de Obama criou o Estado Islâmico (Daesh, grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países). Anteriormente, ao ser questionado pela acusação, ele tinha afirmado que estava sendo "sarcástico".

    O republicano também provocou outra vez a ira dos mexicanos ao afirmar que vai levar adiante, a proposta de construir o muro entre a fronteira do México e dos Estados Unidos.

    "(O vice-presidente) Mike Pence está liderando um esforço para obter aprovação final… O México de alguma forma nos reembolsará… isso vai acontecer. Seja um imposto, ou um pagamento… vai acontecer".

    Mas o momento mais quente da coletiva aconteceu durante um bate-boca entre Trump e o repórter e âncora da CNN, Jim Acosta, que tentou chamar a atenção do presidente-eleito afirmando que "o senhor está atacando o nosso veículo, poderia nos dar a chance de fazer uma pergunta?".

    Acosta foi imediatamente rebatido por Donald.

    "Você não. Não seja rude, eu não vou te conceder uma pergunta. Não vou. Tenha um pouco de respeito, seu veículo é terrível, vocês produzem notícias falsas", criticou.

    Logo após, Trump criticou mais um veículo ocidental. "A BBC é outra belezura", afirmou com sarcasmo.

    Mais:

    Donald Trump sobre CNN: 'Vocês (produzem) notícias falsas'
    Donald Trump quer falar sobre muro com o México 'imediatamente após assumir o governo'
    Trump recusou negócio de US$ 2 bilhões mas diz que 'não teria conflito de interesses'
    Trump: 'Obama criou o Estado Islâmico'
    Donald Trump muda o discurso e diz acreditar que Rússia hackeou comitê democrata
    Vice-presidente eleito dos EUA fala sobre publicação de relatório sobre Trump e Rússia
    Tags:
    Torre Trump, Buzzfeed, Daesh, CNN, BBC, Estado Islâmico, Jim Acosta, Mike Pence, Donald Trump, Barack Obama, Nova Iorque, Estados Unidos, México, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar