19:17 21 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Casa Branca (foto de arquivo)

    Senador russo: novas sanções contra Rússia são 'presente envenenado' para Trump

    © AP Photo / Pablo Martinez Monsivais
    Américas
    URL curta
    1141

    A decisão da administração de Barack Obama sobre introdução de novas sanções antirussas representa um "presente envenenado" ao presidente eleito Donald Trump, informou o senador russo, Aleksei Pushkov.

    Segundo ele, trata-se da "intenção dos círculos hostis de continuar a Guerra Fria com a Rússia".

    Em 29 de dezembro, o Departamento de Estado dos EUA declarou "persona non grata" 35 diplomatas russos ao dar-lhes um prazo de 72 horas para abandonarem o país. Além disso, a entidade ordenou encerrar as missões diplomáticas russas em Maryland e Nova York, por alegadamente serem sedes de espionagem.

    Obama reformou a ordem executiva de 2015, que leva o título "Tomada de medidas adicionais para dar resposta à emergência nacional vinculada a atividades cibernéticas maliciosas significativas", para possibilitar a introdução de sanções a cinco entidades e seis indivíduos russos por supostos ciberataques para interferir o curso das eleições presidenciais nos EUA.

    Em resposta a essa medida, o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, anunciou que as novas sanções de Washington possuem um "caráter destrutivo" para as relações bilaterais, "não têm fundamento e são ilegais do ponto de vista do direito internacional".

    Mais:

    EUA impõem sanções contra Rússia por supostos ciberataques nas eleições
    ‘É hora de cuidarmos das nossas vidas', diz Trump ao comentar sanções contra Rússia
    Tags:
    senador, administração, ciberataque, espionagem, diplomatas, sanções, Aleksei Pushkov, Donald Trump, Dmitry Peskov, Washington, Nova York, Maryland, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik