01:11 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Presidente russo Vladimir Putin fala ao presidente norte-americano Barack Obama antes da sessão da APEC, Pequim, China, novembro de 2014

    Obama assina lei que restringe cooperação militar com a Rússia

    © AFP 2017/ POOL DE KREMLIN/ SERVIÇO PÚBLICO DO PRESIDENTE
    Américas
    URL curta
    363895449

    Barack Obama, presidente dos EUA, assinou na sexta-feira (23) a lei sobre alocações de recursos à defesa do país e que prevê limitar a cooperação militar com a Rússia.

    "Nenhum dinheiro alocado ao Departamento de Defesa dos Estados Unidos em 2017 pode ser destinado à cooperação militar bilateral entre os EUA e a Rússia até que o secretário de Defesa em conjunto com o secretário de Estado informem os comitês do Congresso que a Rússia cessou a ocupação de território ucraniano e as ações agressivas que ameaçam a soberania e a integridade da Ucrânia e dos membros da OTAN", diz o documento.

    Para além disso, o documento destaca que a Rússia tem que cumprir os Acordos de Minsk sobre a Ucrânia.

    Contudo, é sublinhado que "estas restrições não se estendem a quaisquer ações dos EUA para cumprir suas obrigações no âmbito dos acordos bilaterais e internacionais sobre controle de armamentos e não proliferação, bem como outros tratados". Elas também não se estendem às medidas necessárias ao cumprimento das ações dos EUA e da Aliança no Afeganistão.

    Um parágrafo especial indica que é proibido alocar recursos a "quaisquer ações que possam reconhecer a soberania da Rússia sobre Crimeia". Podem ser feitas exceções apenas caso o secretário de Defesa e o de Estado definam que se trata de questões de segurança nacional dos EUA.

    A lei também inclui uma série de anexos que pressupõem um "relatório anual sobre ações na área de defesa e segurança relacionadas com a Rússia".

    Mais:

    Coletiva anual de Vladimir Putin (VÍDEO)
    Especialista aponta superioridade de mísseis russos sobre sistema de defesa dos EUA
    Revelada arma moderna com que EUA planejam fazer frente à Rússia
    Tags:
    cooperação bilateral, cooperação militar, lei, Barack Obama, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik