15:41 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    121
    Nos siga no

    Jornal disse através de editorial não conseguiu verificar a veracidade da história.

    Depois da história da criança de 5 anos que teria morrido nos braços de um Papai Noel em uma enfermaria no Tennessee, nos EUA, viralizar na internet, o jornal que primeiramente divulgou o caso voltou atrás e disse que não conseguiu verificar a veracidade do relato.

    No domingo, o "Knoxville News Sentinel" publicou o relato. O periódico dizia que o ator Eric Schmitt-Matzen, e atua como o Bom Velhinho, recebeu uma ligação de uma enfermeira dizendo que o menino gostaria de ver o Papai Noel. O menino teria dito para Schmitt-Matzen: “Eles me disseram que eu vou morrer. Como eu posso saber quando eu chegar ao lugar para onde eu estou indo?”, ao que o ator respondeu dizendo para que o garoto avisasse do outro lado que ele era o "duende nº1 do Papai Noel e que deveriam deixar ele entrar". A criança, de acordo com o relato, morreu em seguida.

    Como era de se esperar, a história "quebrou" a internet e emocionou internautas em todo o mundo. O "Knoxville News Sentinel", porém, voltou atrás na versão que contou através de um comunicado postado em seu site.

    "Schmitt-Matzen não tinha abordado o News Sentinel originalmente com a história. A informação veio ao jornal indiretamente através de uma fonte conhecida, e Schmitt-Matzen foi então contactado e perguntado sobre o incidente. No momento da entrevista inicial, ele disse que tinha prometido proteger as identidades da família da criança e da enfermeira que o convocou para a cama do hospital. Em entrevistas de acompanhamento, ele continuou a manter essa posição", informa o editorial.

    A questão, porém, mudou de figura quando repórteres do veículo passaram a investigar mais a fundo. Eles tentaram verificar a veracidade das redes sociais do ator e não conseguiram. Como Schimitt-Matzen prometeu não revelar dados da criança, também é impossível checar a história no hospital, motivo pelo qual o jornal colocou dúvidas sobre o relato.

    "Como a história não atende aos padrões de verificação do jornal, não estamos mais sustentando a veracidade do relato de Schmitt-Matzen", escreveu o editor-chefe Jack McElroy e o colunista Sam Venable, que revelou a história.

    Mais:

    Melhores fotos da semana em que Papai Noel esquiou nas montanhas
    Psicólogos pedem aos pais para revelar verdade sobre Papai Noel
    Ajudante de Papai Noel? ‘Helicóptero não identificado’ é visto sobre Finlândia
    Tags:
    Knoxville News Sentinel, Sam Venable, Jack McElroy, Eric Schmitt-Matzen, Knoxville, Tennessee, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar