17:04 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Nicolás Maduro, presidente da Venezuela

    Maduro manda recolher cédulas de 100 bolívares

    © REUTERS/ Miraflores Palace
    Américas
    URL curta
    481845

    Governo acusa organização criminosa de armazenar o papel-moeda para desestabilizar a economia do país; nota é a de maior circulação na Venezuela.

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ordenou o recolhimento das cédulas de 100 bolívares para enfrentar supostas máfias colombianas que armazenam o papel-moeda para desestabilizar a economia do país.

    "Decidi tirar de circulação as cédulas de 100 bolívares nas próximas 72 horas e dar um prazo prudente para que os que possuam cédulas de 100 bolívares o declarem perante os bancos públicos e perante o Banco Central", disse Maduro em seu programa de TV.

    Maduro afirmou, em seu programa na emissora de TV estatal, que há bancos nacionais envolvidos e que os criminosos estariam ligados "ao Departamento de Estado dos EUA".

    O movimento acontece em um dos momentos mais tensos da crise política no vizinho latino-americano. Adversários do presidente Nicolás Maduro se recusam a participar das próximas reuniões de negociação — mediadas pelo Vaticano e pela Unasul — a menos que concessões sejam feitas por Maduro.

    A oposição quer a deposição do socialista Maduro, ao passo que as autoridades do governo garantem que ele não deixará o cargo antes do fim do seu mandato em 2019.

    Mais:

    Maduro afirma que Temer é pior que Pinochet e o chama de sicário
    Maduro solicitou reunião com Uruguai para discutir 'agressão' a seu país no Mercosul
    Oposição venezuelana dá ultimato a Maduro
    Graças ao Papa? Parlamento venezuelano adia sessão sobre julgamento de Maduro
    Maduro ameaça prender oposicionistas que defendem seu impeachment
    Tags:
    Unasul, Banco Central da Venezuela, Departamento de Estado dos EUA, Nicolás Maduro, Vaticano, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik