11:56 19 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Barack Obama, depois do discurso na base aérea de MacDill, Tampa, Florida, 6 de dezembro de 2016

    'Obama usa seus últimos dias no cargo para estragar relações com Moscou'

    © AFP 2018/ MANDEL NGAN
    Américas
    URL curta
    13120

    Barack Obama, que logo vai deixar o cargo presidencial, está usando as últimas semanas do seu mandato para estragar ao máximo as relações com a Rússia vendendo armamentos a outros países, escreve o jornal britânico Daily Express.

    "Obama celebrou um acordo de entrega de caças F-18, no valor de 156 bilhões de dólares, com a Finlândia, que está aumentando as despesas militares devido à 'agressividade cada vez maior da Rússia'", se diz no artigo.

    Em novembro, Washington e Helsinque assinaram um acordo bilateral de cooperação na área da defesa, lembra a edição britânica. Conforme este acordo, os lados estabeleceram uma cooperação mais estreita para garantir a "estabilidade" na região do mar Báltico.

    Logo depois de assinar o acordo, o Pentágono declarou que Helsinque se mostrou interessada na futura compra de componentes, equipamento adicional e de testes, no quadro da modernização intermédia dos caças F-18, informa o Daily Express.

    Anteriormente, o assessor do presidente russo Yuri Ushakov havia declarado que as atuais autoridades dos EUA fazem tudo para levar as relações com a Rússia a um tal impasse do qual o presidente Donald Trump nunca conseguirá encontrar saída.

    Mais:

    NYT: Obama precisa retaliar Rússia antes da chegada de Trump
    'Obama e UE querem dificultar aproximação entre Rússia e Trump', diz senador russo
    Obama chama Rússia de superpotência e diz que gostaria de vê-la economicamente forte
    Obama: "Espero que Trump esteja disposto a enfrentar a Rússia"
    Tags:
    presidente, Donald Trump, Barack Obama, Mar Báltico, Finlândia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik