17:18 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Barack Obama e Donald Trump conversam com a imprensa durante reunião na Casa Branca, em Washington

    Opinião: Rússia não deve esperar ser tratada 'com tapete vermelho' pela equipe de Trump

    © AP Photo / Pablo Martinez Monsivais
    Américas
    URL curta
    21100

    A atual administração de Obama está tentando envenenar as relações entre Washington e Moscou antes da equipe de Trump assumir o poder.

    Eis a opinião de Andranik Migranyan, analista político do Instituto Estatal de Relações Internacionais de Moscou (MGIMO), em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.

    Segundo ele, tais passos agravarão ainda mais o relacionamento bilateral entre a Rússia e os EUA.

    Em resposta ao comentário da secretária da Força Aérea dos EUA Deborah Lee James sobre a Rússia ser a ameaça número um para os EUA, o especialista destacou:

    "Os Democratas sofreram uma perda eleitoral tão grande que parece que perderam a cabeça".

    Migranyan acha que tais declarações por parte dos EUA "não têm nenhum fundamento".

    O analista russo gostaria que a equipe de Trump adotasse uma postura mais realista quanto à Rússia. No entanto, a futura administração estará sujeita à pressão por parte dos opositores de Trump de ambos os partidos – Democratas e Republicanos. É por isso que vários analistas acham que, apesar da vitória de Trump, o rumo da política externa de Washington manterá seu componente antirrusso.

    Outro especialista russo, Konstantin Simonov, da Universidade Financeira da Rússia, expressou a sua visão do problema ao jornal Vzglyad:

    "Se alguém acha que Washington pretende alterar a sua política em relação à Rússia durante a presidência de Trump, está equivocado. Nós não seremos tratados com tapete vermelho".

    Segundo ele, a principal causa disso é o relacionamento complicado entre Trump e o establishment republicano:

    "A situação no Congresso reflete um conflito entre Trump e os Republicanos influentes. Os Republicanos usarão o Congresso para ajustar as políticas de Trump como eles precisam", explica Simonov.

    Na opinião do analista político Dmitry Abzalov, Obama "está tentando criar obstáculos a Trump quer na política externa quer".

    Mais:

    Pentágono diz que, com Trump, mudará estratégia de combate ao Daesh
    Donald Trump critica política cambial e militar da China
    Tags:
    tratamento, presidência, obstáculo, administração, ameaça russa, Congresso dos EUA, MGIMO, Partido Democrata, Partido Republicano, Rádio Sputnik, Deborah Lee James, Barack Obama, Donald Trump, Washington, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik