04:04 30 Abril 2017
Ouvir Rádio
    Parte da Embaixada Russa em Washington

    EUA aprovam projeto de lei que limita deslocações de diplomatas russos

    © AP Photo/ J. Scott Applewhite
    Américas
    URL curta
    71039216

    A Câmara dos Representantes dos EUA aprovou um projeto de lei que restringe as deslocações dos diplomatas russos no país, diz-se no site oficial do órgão.

    A disposição referente aos diplomatas é um dos pontos do projeto da lei sobre o financiamento dos serviços de inteligência norte-americanos em 2017.

    "Os funcionários credenciados das missões diplomáticas russas nos EUA não podem se deslocar mais longe que 25 milhas (40 quilômetros) dos seus escritórios durante todo o trimestre do calendário", diz o documento.

    As exceções são possíveis apenas nos casos em que o FBI (Agência Federal de Investigação) se pronuncia até o fim do trimestre interior sobre a ausência de quaisquer violações por parte dos diplomatas.

    Anteriormente, o Ministério russo das Relações Exteriores tinha criticado tais iniciativas das autoridades norte-americanas e prometeu lhes dar uma resposta adequada.

    Antes das eleições presidenciais de 8 de novembro nos EUA, a chancelaria russa informou que o FBI tinha tentado impedir o acesso dos diplomatas russos às seções eleitorais. Por exemplo, em Houston, agentes do FBI bloquearam a entrada do carro de um funcionário do Consulado-Geral russo, enquanto o Departamento de Estado aconselhou os funcionários das missões diplomáticas a "voluntariamente não se aproximarem das seções". Nesses dias, o Ministério das Relações Exteriores russo enviou a Washington uma nota de protesto em relação à conduta das autoridades norte-americanas.

    Mais:

    Política externa de Trump pode ser chefiada por diplomata que defendeu jogar bomba no Irã
    Embaixada da Rússia nos EUA confirma morte de diplomata russo
    'Trump vai construir relações com a Rússia com cuidado', diz diplomata dos EUA
    Tags:
    consulado, restrições, missão diplomática, embaixada russa, nota de protesto, Departamento de Estado dos EUA, Ministério das Relações Exteriores, FBI, Rússia, Houston, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik