02:33 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Hillary Clinton (foto de arquivo)

    Mídia mainstream faz europeus simpatizarem com Clinton

    © REUTERS/ Aaron P. Bernstein
    Américas
    URL curta
    Sputnik-Opinião (21)
    150601

    Pesquisa liga apoio a Hillary à influência midiática.

    De acordo com uma enquete Sputnik-Opinião, realizada pela empresa de pesquisa de opinião pública IFop por encargo da agência de notícias e rádio Sputnik, a maioria dos moradores da França (56%), da Espanha (55%), da Itália (53%), metade dos alemães, 47% dos poloneses e 36% dos britânicos gostariam que Hillary Clinton fosse a próxima presidente dos Estados Unidos. No entanto, segundo os dados mais recentes, o apoio que os próprios americanos dão a Donald Trump e Hillary Clinton é mais ou menos igual para cada um dos dois. Tal divergência nas opiniões nos dois lados do Atlântico pode ter sido resultado de uma campanha de apoio a Clinton, organizada pela mídia internacional. Esta hipótese é confirmada pelo menos por três pesquisas influentes*, segundo as quais “a maioria dos americanos estão convictos da intenção da mídia de fomentar a ideia da presidência de Hillary Clinton”.

    Hillary Clinton e mídia mainstream
    © Sputnik/
    Hillary Clinton e mídia mainstream

    Entre os europeus, é alto também o número de pessoas que não querem que nenhum dos candidatos vença. O Reino Unido registra a porcentagem mais elevada neste sentido: 46%. Isso supera até o número daqueles que afirmam, nesse país, apoiar Hillary Clinton (36%). Entre os respondentes alemães, 40% votariam “contra todos”. Na Espanha, esta porcentagem é 31%, na Itália, 30%; e 26% na França e na Polônia.

    Respondendo à pergunta “Quem você gostaria de ver como próximo presidente dos EUA”, só 3% dos espanhóis, 4% dos alemães, 5% dos franceses, 6% dos poloneses, 8% dos italianos e 10% dos britânicos disseram que gostariam de ver Donald Trump assumir a presidência dos EUA. 6% dos alemães, 8% dos britânicos, 9% dos italianos, 11% dos espanhóis, 13% dos franceses e 21% dos poloneses optaram pela resposta “não sei”.

    A enquete foi realizada por encargo da agência de notícias e rádio Sputnik pela empresa francesa de pesquisa de opinião pública IFop entre 22 e 26 de outubro de 2016 na Alemanha (1.000 pessoas), Itália (1.002 pessoas), França (1.004 pessoas), Espanha (1.001 pessoas), Polônia (1.012 pessoas) e Reino Unido (1.012 pessoas). A pesquisa é representativa da população por sexo, idade e localização geográfica. O erro máximo de representação por país não supera 3,1%, a margem de confiança é de 95%.

    * A empresa Rasmussen Reports publicou, em 19 de outubro de 2016, os resultados de uma pesquisa na qual 56% dos participantes declararam que “muitas pessoas na mídia trabalham para que Clinton se torne presidente”. Esta opinião não é partilhada por 26% dos respondentes, já 18% não têm opinião formada. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Suffolk e USA Today, 75% dos respondentes declararam acreditar que a mídia apoia Clinton, contra 7,9% acreditando que a mídia apoia Trump. Um resultado semelhante é mostrado pela pesquisa da AP/GfK: 56% dos respondentes disseram acreditar que a mídia tem um preconceito contra Donald Trump (faz com que o seu público não apoie Trump), 37% acreditam que a cobertura da corrida presidencial na mídia é equilibrada.

    O que é o Sputnik-Opinião?

    Este projeto internacional de estudo da opinião pública começou em janeiro de 2015. As conhecidas empresas Populus, Forsa e IFop são parceiras do projeto. No quadro da Sputnik-Opinião são realizadas regularmente pesquisas em vários países da Europa e dos EUA sobre os temas sociais e políticos de maior atualidade.

    A Sputnik é uma agência de notícias e rádio com representações e redações multimídia em dezenas de países. A Sputnik inclui sites (34 ao todo), emissões rádio analógicas e digitais, aplicativos para celular e páginas nas redes sociais. As feeds de notícias da Sputnik aparecem 24 horas em inglês, árabe, espanhol e chinês.

    Conheça outras enquetes da Sputnik-Opinião

    Tema:
    Sputnik-Opinião (21)
    Tags:
    Sputnik-Opinião, Hillary Clinton, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik