17:48 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Nesta segunda-feira, 20, Estados Unidos e Cuba restabeleceram relações diplomáticas, após 54 anos de interrupção

    Dois possíveis cenários das relações entre EUA e Cuba após eleições presidenciais

    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Américas
    URL curta
    502
    Nos siga no

    A candidata democrata à Casa Branca, Hillary Clinton, no caso de ganhar as próximas eleições, pode contribuir para avanços nas relações entre Cuba e os EUA, declarou Jorge Duany, diretor do Instituto Cubano de Investigação da Flórida, à Sputnik.

    "Ela [Clinton], disse que usaria seu poder executivo como presidente para o próximo levantamento das restrições em relação a Cuba", disse Duany indicando que, sob a administração de Hillary Clinton a normalização das relações entre Washington e Havana "provavelmente progredirá ainda mais do que sob a administração de Obama".

    Já em caso de vitória do candidato republicano, Donald Trump, disse o pesquisador, as relações entre os EUA e Cuba voltarão a se agravar, tendo em conta a sua promessa, em 2015, de mudar o rumo da normalização das relações bilaterais.

    Em particular, "o comércio, as comunicações, o turismo e outros contatos entre os dois países, ficarão seriamente limitados", destacou Duany.

    Washington e Havana anunciaram a normalização de suas relações no fim de 2014, que culminou na visita a Cuba do presidente americano, Barack Obama, em 2015, e na reabertura das respectivas embaixadas dos dois países no mesmo ano. A Administração norte-americana também levantou algumas restrições econômicas contra o país caribenho impostas desde o século passado.

    Mais:

    Deputado: bases militares russas devem voltar a Cuba e Vietnã
    Inédito: Obama anuncia candidato a embaixador dos EUA em Cuba
    EUA estendem restrições comerciais com Cuba por mais um ano
    Cuba teve prejuízos de US$ 5 bilhões em degelo das relações com EUA
    Tags:
    agravamento, normalização, relações bilaterais, Donald Trump, Hillary Clinton, Cuba, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar