13:40 19 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantes a favor do não no referendo sobre o acordo de paz com as FARC na Colômbia

    Governo colombiano volta a se reunir com FARC após rejeição popular do acordo de paz

    © REUTERS / Felipe Caicedo
    Américas
    URL curta
    604

    Representantes do governo colombiano e das FARC se encontraram novamente nesta terça-feira (4) em Havana, Cuba, após o acordo de paz negociado por quatro anos ter sido rejeitado em um referendo realizado no último domingo (2).

    O chefe da equipe negociadora, Humberto de la Calle, e o alto comissário para a paz, Sergio Jaramillo, começaram uma reunião com a liderança das FARC para explorar a possibilidade de fazer alterações no acordo a fim de satisfazer as exigências dos críticos liderados pelo ex-presidente Alvaro Uribe, que querem punições maiores para crimes como assassinatos, sequestros e ataques realizados pela guerrilha.

    Apesar da incerteza que ficou sobre o acordo, que também irá impedir a concentração dos guerrilheiros em áreas supervisionadas pela ONU, o governo e as FARC decidiram manter o cessar-fogo bilateral.

    O acordo de paz foi rejeitado por 50,24% dos colombianos.

    Mais:

    Presidente colombiano e líder das FARC assinam acordo de paz em Cartagena
    UE tira FARC de lista das organizações terroristas
    Colômbia: FARC iniciam debate para abandonar luta armada
    Tags:
    cessar-fogo, negociações, acordo de paz, referendo, FARC, Álvaro Uribe, Cuba, Havana, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar