04:33 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Prédio do Congresso dos EUA, Washington

    Sauditas ameaçam EUA devido à nova lei sobre 11 de setembro

    © flickr.com/ Stephen Melkisethian
    Américas
    URL curta
    141871132

    A Arábia Saudita ameaçou os EUA com "consequências desastrosas" devido à recente lei que permite as famílias das vítimas dos ataques de 11 de setembro processar Riad, informa o jornal Der Spiegel.

    A respectiva lei foi aprovada pela Câmara dos Representantes na quarta-feira (28). O presidente norte-americano, Barack Obama, tentou vetar essa lei, mas o Congresso o rejeitou.

    Segundo a matéria, a decisão do Congresso sobre a lei "demonstra derrota na política interna para Obama".

    O jornal Der Spiegel cita o comunicado da chancelaria da Arábia Saudita que pede para "tomar todas as medidas a fim de prevenir consequências desastrosas e perigosas", embora sem especificar concretamente de que se trata.

    A fonte alemã indica que 15 dos 19 terroristas que sequestraram os aviões, eram cidadãos da Arábia Saudita.

    O presidente norte-americano declarou que a nova lei poderá prejudicar os interesses nacionais dos EUA. Em particular, a partir desse momento, Washington tem que se preocupar para eventuais riscos provenientes de outros países onde atuam soldados americanos.

    Na quarta-feira (28), ambas as câmaras do Congresso dos EUA, por maioria esmagadora, anularam o veto de Obama ao projeto de lei que permite às famílias das vítimas dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 processarem a Arábia Saudita por supostas ligações com os terroristas que sequestraram os aviões. A Câmara dos Representantes dos EUA aprovou a eliminação do veto com 348 votos a favor e 77 contra. O Senado contou com 97 votos a favor e apenas 1 contra.

    Mais:

    NI: EUA sustentam sua indústria ao apoiar venda de armas à Arábia Saudita
    Chancelaria do Irã: Arábia Saudita dissemina o wahhabismo pela TV
    Tags:
    veto, consequências, lei, ameaça, sauditas, 11/9, Senado, Congresso dos EUA, Câmara dos Representantes, Der Spiegel, Barack Obama, Riad, Washington, Arábia Saudita, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik