13:48 17 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    944
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou uma ordem executiva autorizando os Estados Unidos a aceitar até 110 mil refugiados no ano fiscal de 2017, que tem início no próximo dia 1.

    Com base em preocupações humanitárias, segundo a Casa Branca, Obama admitiu que os EUA recebam 35 mil refugiados da África, 40 mil do Oriente Próximo e Sul da Ásia, 12 mil do Leste Asiático, 5 mil da América Latina e Caribe, 4 mil da Europa e Ásia Central e outros 14 mil de regiões indefinidas. 

    "A admissão de até 110.000 refugiados para os Estados Unidos durante o ano fiscal (FY) de 2017 é justificado por preocupações humanitárias ou, de outro modo, no interesse nacional", escreveu Obama em um memorando enviado para o seu secretário de Estado, John Kerry, nesta quarta-feira.

    No ano fiscal de 2016, que termina na próxima sexta-feira, os Estados Unidos admitiram 85 mil refugiados, incluindo 12.500 do país mais afetado hoje por esse problema, a Síria. 

    Mais:

    Erdogan acusa União Europeia de descumprir acordo sobre refugiados
    ACNUR reconhece que Brasil mantém política de portas abertas a migrantes e refugiados
    Tags:
    refugiados, Barack Obama, John Kerry, Europa, Leste Asiático, Ásia, África, Oriente Próximo, Ásia Central, América Latina, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar