22:45 20 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira dos EUA

    Califórnia pode se separar dos EUA

    © East News/ UPI Photo / eyevine
    Américas
    URL curta
    31346

    O estado americano da Califórnia poderia muito bem existir sem a política externa agressiva dos EUA, e uma independência de Washington aumentaria significativamente o nível de vida dos cidadãos californianos, defende o líder da organização "Yes, California!", Louis Marinelli.

    Em entrevista à Sputnik, o ativista explicou que a campanha nesse sentido começou com a ideia "de que nós podemos existir sem a política externa dos EUA, podemos viver como um país independente, podemos diminuir os gastos com a defesa e melhorar a qualidade de vida do povo da Califórnia, ao invés de ter que participar da política externa agressiva dos EUA".

    Nas palavras de Marinelli, os californianos reagem positivamente à ideia de se tornar um país independente e de promover uma política externa própria.

    Além disso, o ativista destacou que o apoio à iniciativa separatista deverá aumentar de forma significativa em caso de eleição do magnata Donald Trump à Presidência dos EUA. Segundo ele, o candidato do Partido Republicano pretende "construir muros, enquanto que a Califórnia gostaria de construir pontes".

    De acordo com a legislação americana, a realização de um referendo sobre a separação do Califórnia dos EUA exige um mínimo de 400 mil assinaturas, dado que a população do estado é de aproximadamente 40 milhões de pessoas.

    Mais:

    Síria acusa EUA de conivência com Daesh
    EUA não renunciam a seus planos: instalação de THAAD não é negociável
    Porta-voz de Moscou faz deboche de palavras da enviada dos EUA na ONU
    Tags:
    política externa, referendo, separatismo, independência, Louis Marinelli, Califórnia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik