12:03 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Bombardeiro estratégico B-21 norte-americano

    Saiba mais sobre futuro bombardeiro estratégico invisível dos EUA B-21 Raider

    © REUTERS / Força Aérea dos EUA
    Américas
    URL curta
    4922

    O novo bombardeiro estratégico B-21 recebeu o nome Raider para assinalar a memória do grupo de aviadores Doolittle Raiders, que levaram a cabo o primeiro ataque aéreo dos EUA contra o Japão.

    "O nome foi selecionado entre 4,6 mil propostas avançadas por pilotos norte-americanos", explicou secretário da Força Aérea dos EUA, Deborah James.

    No dia 18 de abril de 1942, quatro meses depois de Pearl Harbour, 16 bombardeiros B-52 sob o comando do tenente-coronel James Doolittle, decolaram do porta-aviões Hornet e seguiram rumo a Tóquio. 

    Só um deles conseguiu sobreviver na operação e aterrissar no campo de aviação soviético de Nakhodka. Passando um ano, a tripulação do avião voltou para os EUA.

    ​O futuro bombardeiro estratégico B-21 está sendo construído pela empresa norte-americana Northrop Grumman. Já foram publicadas as primeiras fotos do avião. O B-21 lembra o bombardeiro B-2, tem a forma de uma asa voadora e também foi construído com base na tecnologia Stealth. 

    ​Entretanto, o Rider tem menor envergadura do que B-2 e terá uma parte dianteira plana para reduzir a visibilidade no campo de infravermelhos. O custo total de projeto atinge 41,7 mil milhões de dólares.

    Mais:

    EUA usam caças B-2 para treinar ataque nuclear preventivo contra Coreia do Norte
    EUA enviam três bombardeiros B-2 à região Ásia-Pacífico
    Tags:
    aviação militar, custo, capacidade, criação, bombardeiro estratégico, B-21, Northrop Grumman
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik