16:43 18 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Bombeiros de Nova York perto do local da explosão em Chelsea, Manhattan

    Bombas em Nova York e Nova Jersey foram armadas por uma única pessoa

    © REUTERS/ Rashid Umar Abbasi
    Américas
    URL curta
    2658

    As bombas que explodiram em Nova York e Nova Jersey no sábado (17) eram da "mesma pessoa", segundo uma fonte policial citada pela Fox News. A informação levantou sérias preocupações de que um atacante em série continue à solta em Nova York ou ao longo da costa leste dos EUA.

    Esplosão em Nova York, 17 de setembro de 2016
    © AFP 2017/ Bryan R. Smith
    Ambos os ataques a bomba foram quase idênticos em sua metodologia, com dispositivos explosivos colocados em latas de lixo que, segundo as autoridades, foram detonadas em ambos os casos por um telefone celular. Em Nova Jersey, a explosão ocorreu ao longo da rota onde milhares de corredores se preparavam para uma corrida filantrópica, mas ninguém ficou ferido.

    Na noite de sábado, o suspeito atacou novamente em Nova York ferindo 29 pessoas. A polícia e as autoridades identificaram posteriormente um segundo explosivo, a menos de 1,6 km do primeiro dispositivo, que não explodiu e foi identificado como uma bomba relativamente simples montada com uma panela de pressão. 

    As autoridades ainda tentam atribuir um motivo para o ataque, embora o governador Andrew Cuomo tenha dito neste domingo que "uma bomba explodindo em Nova York é, obviamente, um ato de terrorismo". 

    A questão que permanece, agora, é se o homem-bomba está associado a uma organização terrorista conhecida ou age como um lobo solitário. 


    Mais:

    Mais um explosivo encontrado em Nova York
    Prefeito de Nova York: não há provas de que explosão tenha sido ato de terrorismo
    Tags:
    bombas, explosão, ataque, Nova Jersey, Nova York, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik