08:02 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Bandeiras de Mercosul

    Venezuela é impedida de assumir a presidência do Mercosul

    © AFP 2017/ Juan Mabromata
    Américas
    URL curta
    7310

    Os chanceleres do Brasil, da Argentina, do Paraguai e do Uruguai decidiram hoje (13) que a Venezuela não assumirá a presidência rotativa do Mercosul como estava previsto no cronograma do bloco, correndo o risco de ser suspensa da organização em caso de descumprimento de tal determinação.

    De acordo com Ministério de Relações Exteriores do Brasil, os ministros dos quatro países fundadores do Mercosul decidiram mudar a regra do bloco porque a Venezuela descumpriu compromissos assumidos no Protocolo de Adesão ao Mercosul, assinado em Caracas em 2006.

    De acordo com a Agência Brasil, a decisão consta da Declaração Relativa ao Funcionamento do Mercosul e no Protocolo de Adesão da República Bolivariana da Venezuela, aprovados hoje.

    Com a medida, nos próximos seis meses a presidência do bloco será exercida conjuntamente por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Os países poderão definir “cursos de ação e adotar as decisões necessárias em matéria econômico-comercial e em outros temas essenciais para o funcionamento do Mercosul”. Os quatro países também poderão decidir sobre negociações comerciais com outros países ou blocos de países.

    “A declaração foi adotada no espírito de preservação e fortalecimento do Mercosul, de modo a assegurar que não haja solução de continuidade no funcionamento dos órgãos e mecanismos de integração, cooperação e coordenação do bloco” – diz trecho da nota emitida pelo Itamaraty.

    Assinado hoje por Brasil, Argentina Uruguai e Paraguai, o documento determina ainda que caso a Venezuela “persista no descumprindo de obrigações”, o país poderá ser suspenso do bloco a partir de 1º de dezembro de 2016.

    Mais:

    Mercosul se reúne em Montevidéo para decidir futuro da Venezuela no bloco
    Bolívia espera decisão do Brasil para aderir ao Mercosul
    Especialista: 'Polêmica no Mercosul é mais uma trapalhada do governo'
    Tags:
    presidência, Mercosul, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik