21:23 20 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Hacker

    FBI: ataques hacker contra Hillary Clinton vieram da Rússia e da Ucrânia

    © AFP 2018/ THOMAS SAMSON
    Américas
    URL curta
    8311

    As tentativas malsucedidas de invasão do servidor usado pela ex-secretário de Estado e atual candidata à presidência dos EUA pelo Partido Democrata, Hillary Clinton, foram realizadas a partir de endereços IP da Rússia e da Ucrânia, revelou uma relatório divulgado hoje (2) pelo FBI.

    Enquanto ocupava o cargo de Secretária de Estado, Clinton mantinha sua correspondência oficial num servidor privado – fato que despertou a atenção do FBI. As tentativas de ataques hacker investigadas ocorreram em março de 2013, ou seja, dois meses após Clinton ter assumido o cargo no Departamento de Estado.

    A informação sobre as tentativas de invasão foram reveladas no contexto de declarações prestadas pelo hacker romeno Marcel Lazar Lehel, conhecido pelo apelido de Guccifer. Lazar, que esta semana foi condenado a quatro anos de prisão nos EUA, declarou ter conseguido invadir o servidor de Clinton. O FBI, no entanto, acredita que ele mentiu. Apesar disso, parece que Lazar conseguiu hackear a conta de Sidney Blumenthal, assessor de Clinton.

    "A análise do histórico de dados do sistema relativos a março de 2013, mostrou que houve tentativas de escanear o servidor em 15 de março de 2013, no dia seguinte da invasão de Blumenthal, bem como em 19 e 21 de março de 2013. Entretanto, nenhuma dessas tentativas foi bem-sucedidas e não é possível de determinar se essa atividade está ligada a Lazar" – diz o relatório do FBI.

    Tags:
    ataque hacker, ataque, FBI, Hillary Clinton, EUA, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik