22:01 22 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro

    'Golpe contra Dilma é golpe contra toda América Latina'

    © AP Photo / Ariana Cubillos
    Américas
    URL curta
    Ecos do impeachment (13)
    612714

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que o golpe de Estado parlamentar no Brasil foi dirigido não só contra a presidente brasileira Dilma Rousseff, mas também contra todos os movimentos de esquerda na América Latina.

    Dilma Rousseff foi afastada por decisão do Senado brasileiro, com 61 votos a favor do impeachment e 20 votos contra.

    "Este golpe não é apenas contra Dilma Rousseff, é contra a América Latina e países do Caribe. É contra nós, é um ataque contra os movimentos populares, progressistas, contra os partidários de ideias de esquerda", disse Maduro durante uma transmissão televisiva, citado pela agência Reuters.

    A Venezuela já havia tomado a decisão de congelar as relações com o Brasil e, agora, retirou o seu embaixador após o impeachment de Dilma.

    O embaixador da Venezuela foi temporariamente retirado do Brasil ainda em maio, após a primeira suspensão de Dilma pelo parlamento, por 180 dias. Na altura, Maduro chamou a decisão do Senado de "jogo sujo" contra a primeira mulher presidente do Brasil.

    Tema:
    Ecos do impeachment (13)

    Mais:

    'Obama procura a instabilidade da Venezuela'
    Venezuela atrai $ 5,5 bilhões de investimentos para setor extrativo
    Mercosul: Brasil poderá adotar medidas jurídicas contra Venezuela
    Venezuela inicia referendo revogatório de Nicolás Maduro
    Tags:
    impeachment, Dilma Rousseff, Nicolás Maduro, Caribe, América Latina, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar