12:40 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Um militar da Força Aérea dos EUA

    Um dos maiores escândalos sexuais pode eclodir nos EUA

    © flickr.com / Matt Hecht
    Américas
    URL curta
    9215
    Nos siga no

    A Força Aérea dos Estados Unidos está investigando um escândalo de abuso sexual depois que uma mulher coronel ter denunciado que tinha sido "obrigada a ter sexo forçado com seu comandante”.

    De acordo com o Washington Post que falou com a mulher, um representante do Alto Comando "usou sua força para obrigá-la a contato sexual" três vezes no período entre 2007 e 2009. 

    Segundo a mídia, isso poderia tornar-se um dos casos mais significativos na história da Força Aérea dos EUA.

    "Eu posso dizer que a Força Aérea leva a sério todas as alegações de abuso ou assédio sexual", disse o porta-voz da Força Aérea, o coronel Patrick Ryder. 

    De acordo com um relatório publicado pelo Ministério da Defesa, em 2015, foram recebidas 6.083 denúncias de agressão sexual, 5.240 dos quais foram apresentados pelos militares. O Washington Post destaca que o Congresso dos EUA criticou o sistema de justiça norte-americano porque "não cumpre sua responsabilidade nos casos de abuso sexual". 

    Em 2013, o presidente Barack Obama abordou a questão dos crimes sexuais nas Forças Armadas dos EUA cada vez mais frequente. Dez anos antes, o Departamento de Assuntos de Veteranos dos EUA (conhecido como VA) revelou que mais de 30.000 militares aposentados tinham sido vítimas da agressão sexual. Este número aumentou para 50.000 em 2009.

    Mais:

    Rio: polícia resgata oito pessoas vítimas de exploração sexual
    Polícia colombiana liberta cerca de 200 mulheres de escravidão sexual
    Meninas escapam de escravatura sexual do Daesh com ajuda de comprimidos para dormir
    Tags:
    abuso sexual, Força Aérea dos EUA, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar