13:03 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    75º aniversário da vitória sobre nazismo
    URL curta
    Por
    1180
    Nos siga no

    Conforme se aproxima o fim de maio, mês no qual comemoramos os 75 anos da vitória na Segunda Guerra Mundial, temos um encontro marcado para assistir ao filme soviético "Às seis da tarde depois da guerra".

    Ninguém fica indiferente à essa superprodução, filmada ainda durante a Segunda Guerra Mundial e lançada em 1944, na União Soviética.

    Nesse musical de guerra, o primeiro-tenente Vasily Kudryashov e seu subordinado e grande amigo, Pavel Demidov, conhecem uma mulher encantadora, que irá iluminar suas vidas marcadas duramente pela guerra.

    "A junção entre o gênero de filme de guerra e musical é o diferencial do filme", contou o cientista político brasileiro radicado na Rússia, Marcelo Bezerra, à Sputnik Brasil.

    Essa mescla inusitada também chamou a atenção do crítico de cinema Osvaldo Neto. "Nunca tinha visto nada parecido. Me deixou de queixo caído", disse à Sputnik Brasil.

    Personagens do filme Às seis da tarde depois da guerra, durante bombardeio de Moscou
    © Foto / Mosfilm (1944)
    Personagens do filme "Às seis da tarde depois da guerra", durante bombardeio de Moscou

    "Além de ter sido realizado durante o conflito e ter como tema central a guerra, o filme consegue passar um sentimento positivo de esperança, com o espaço para a música, a poesia e o amor", afirmou Bezerra.

    Em meio à luta pela defesa da capital soviética da invasão nazista, os personagens, sem saber quando iriam estar juntos novamente, marcam seu reencontro: no centro de Moscou, às seis da tarde, depois da guerra.

    "O título do filme é muito sugestivo e poético", disse Bezerra. "A obra traz dois aspectos que são muito presentes na cultura russa: o apreço pela poesia e a musicalidade."

    Musical dirigido por Ivan Pyriev, um dos mais influentes diretores soviéticos das décadas de 40 e 50, o título do filme é baseado no romance satírico "O bom soldado Svejk", do escritor tcheco Jaroslav Hasek.

    Atriz Marina Ladynina, em cena no filme Às seis da tarde depois da guerra
    © Foto / Mosfilm (1944)
    Atriz Marina Ladynina, em cena no filme "Às seis da tarde depois da guerra"

    "Eles apresentam canções importantes para a cultura russa, que se incluem na tradição de música de guerra", notou Bezerra. "E algumas acompanhadas com a acordeão, instrumento usado no baião e na música gaúcha, que também tem um papel fundamental na música russa."

    Apesar do tom romântico, o principal tema do filme é a amizade entre os companheiros de guerra Vasily e Pavel, que se tratam pelos apelidos carinhosos de Vasya e Pasha.

    "A amizade e companheirismo de Vasya e Pasha revelam um valor muito importante para a cultura russa, que é a amizade. Uma das coisas que eu gosto daqui é a forma como os amigos se relacionam", contou o cientista político, que mora em Moscou.

    "Pasha resiste em atender um pedido importante de Vasya, que está traumatizado pela experiência da guerra", contou Bezerra. "Mas, no fim, ele atende ao pedido do amigo, e prova a sua lealdade. Se isso foi correto ou não, é uma questão que fica no ar..."

    "Às seis da tarde depois da guerra" foi disponibilizado no Brasil pela primeira vez pelo projeto CPC-UMES Filmes, que, em parceria com os estúdios Mosfilm, reúne biblioteca completa de filmes russos e soviéticos legendados para o português.

    O musical ficará disponível somente nos dias 28 e 29 de maio. Acesse aqui o filme "Às seis da tarde depois da guerra". A Sputnik Brasil traz uma série de reportagens especiais para relembrar os principais momentos da Segunda Guerra Mundial, a fim de garantir que ela nunca mais se repita.

    Mais:

    'Sua missão era morrer': brasileiro pracinha fez nazistas fugirem da Itália 'como ratos assustados'
    Senta a pua! Participação na 2ª Guerra está no DNA da Força Aérea Brasileira
    Defensoras da liberdade: história das enfermeiras brasileiras que lutaram na 2ª Guerra Mundial
    Tags:
    Moscou, cinema soviético, cinema russo, Dia da Vitória, Segunda Guerra Mundial
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar