19:37 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    75º aniversário da vitória sobre nazismo
    URL curta
    Por
    5380
    Nos siga no

    A Sputnik Brasil recomenda filme russo poderoso sobre a jornada de um homem na Segunda Guerra Mundial. De combatente a prisioneiro, escravo, e viúvo, a obra mostra que, apesar dos traumas da guerra, somos todos capazes de amar.

    Neste mês, o Brasil e a Rússia comemoram os 75 anos da vitória na Segunda Guerra Mundial. Nada melhor como o audiovisual para nos aproximar desse momento que definiu o destino de todos os homens.

    O filme "O destino de um Homem", de Sergei Bondarchuk, é um clássico da filmografia de guerra soviética. Baseado em conto de mesmo nome do escritor laureado com o prêmio Nobel, Mikhail Sholokhov, o filme convida a encarar de frente o terror da guerra.

    Diretor e ator Sergei Bondarchuk, em cena no filme O Destino de um Homem, dos estúdios Mosfilm, 1959
    © Sputnik / V. Uvarov
    Diretor e ator Sergei Bondarchuk, em cena no filme "O Destino de um Homem", dos estúdios Mosfilm, 1959

    Andrei Sokolov, pai de três filhos, é enviado ao front para combater os alemães logo no início das hostilidades. Motorista de caminhão, ele vê de perto a morte, a escravidão e o campo de concentração nazista.

    Depois de "comer o pão que o diabo amassou", Sokolov se mostra capaz de encontrar amor na figura de um menino órfão, chamado Vanya, conta o designer e crítico de cinema Ronald Perrone.

    Personagem Sokolov leva o órfão Vanya em seu caminhão, pouco depois do fim da guerra, no filme O Destino de um Homem
    © Foto / Mosfilm (1959)
    Personagem Sokolov leva o órfão Vanya em seu caminhão, pouco depois do fim da guerra, no filme "O Destino de um Homem"

    "O filme é uma descida ao inferno, mostra como o homem reage em situações extremas, como a da guerra e como recomeçar é sempre muito difícil, mesmo na vitória", disse Perrone à Sputnik Brasil.

    Combatente experiente, que lutou na Guerra Civil soviética e sobreviveu à fome, Sokolov monta estratagemas psicológicos para ganhar a confiança de seus algozes e submeter os nazistas à justiça.

    "Fiquei muito impressionado com os embates que Sokolov têm com os nazistas durante o filme. Ao respeitar a si próprio, ele ganha o respeito deles, e o seu meio de sobrevivência", comentou Perrone.

    Atriz Zinaida Kirienko, no papel de Irina, em cena do filme O Destino de um Homem, de Serguei Bondarchuk
    © Sputnik /
    Atriz Zinaida Kirienko, no papel de Irina, em cena do filme "O Destino de um Homem", de Serguei Bondarchuk

    Para o designer, as cenas de ação são o destaque do filme, principalmente se considerarmos a data de lançamento da obra, 1959.

    "Há muitas cenas ali que mostram que, na época, o cinema soviético estava muito mais avançado, em termos de estética, de construção de cena, na área da linguagem da câmera", disse Perrone.

    "As cenas são muito inventivas tecnicamente, o que é uma característica do filme russo, que criou uma relação pessoal entre o diretor e a câmera", explicou.

    A realização do filme, considerada muito à frente de seu tempo, "é fruto do trabalho do diretor, que deve ter uma ambição visionária sobre como construir as cenas", disse Perrone.

    Personagem Sokolov com o menino órfão, Vanya, em cena do filme O Destino de um Homem, de Sergei Bondarchuk
    © Sputnik / V. Uvarov
    Personagem Sokolov com o menino órfão, Vanya, em cena do filme "O Destino de um Homem", de Sergei Bondarchuk

    O premiado diretor de "O Destino de um Homem", Sergei Bondarchuk, é também o ator principal do filme, o que sem dúvida foi um grande desafio técnico e artístico.

    "A atuação dele é perfeita. Mas para dirigir e atuar ao mesmo tempo, ele precisou confiar muito no seu diretor de fotografia, que devia executar aquilo que ele coordenou antes de entrar em cena", disse Perrone.

    Diretor Sergei Bondarchuk, com o figurino do personagem Sokolov, orienta seu operador de câmera, Vladimir Monaxov (à direita), durante as filmagens de O Destino de um Homem
    © Sputnik / Mikhail Ozersky
    Diretor Sergei Bondarchuk, com o figurino do personagem Sokolov, orienta seu operador de câmera, Vladimir Monaxov (à direita), durante as filmagens de "O Destino de um Homem"

    "O Destino de um Homem" foi disponibilizado no Brasil pela primeira vez pelo projeto CPC-UMES Filmes, que, em parceria com os estúdios Mosfilm, reúne biblioteca impressionante de filmes russos e soviéticos legendados para o português.

    Essa obra-prima ficará disponível somente nos dias 14 e 15 de maio. Acesse aqui o filme "O Destino de um Homem". A Sputnik Brasil traz uma série de reportagens especiais para relembrar os principais momentos da Segunda Guerra Mundial, a fim de garantir que ela nunca se repita.

    Mais:

    Filme 'Caminho para Berlim' traz a saga de 2 jovens soviéticos rumo à Vitória na 2ª Guerra Mundial
    'Sua missão era morrer': brasileiro pracinha fez nazistas fugirem da Itália 'como ratos assustados'
    Defensoras da liberdade: história das enfermeiras brasileiras que lutaram na 2ª Guerra Mundial
    Tags:
    cultura russa, Dia da Vitória, Vitória, Segunda Guerra Mundial, cinema soviético
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar