11:43 20 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    75º aniversário da vitória sobre nazismo
    URL curta
    Por
    1240
    Nos siga no

    Com a aproximação do aniversário de 75 anos da vitória sobre o nazismo, a Sputnik Brasil recomenda filme que debate a reação do combatente que cai prisioneiro em mãos inimigas.

    O filme "A Ascensão", dirigido por Larisa Shepitko, relata a trajetória de dois combatentes russos durante a Segunda Guerra Mundial, que lutam a batalha interna entre fidelidade, traição, colaboracionismo e vontade de viver.

    "Larisa constrói um drama realista, centrado nos dois partisans, submetidos à provação máxima: delatar ou não os companheiros. Tornar-se um colaboracionista ou morrer enforcado?", disse a jornalista Maria do Rosário Caetano à Sputnik Brasil.

    Na trama, dois partisans "acabam capturados por um comando nazista" e "submetidos a interrogatórios", nos quais "cada um reagirá a seu modo", contou Caetano.

    Os combatentes terão que optar entre salvar a carne ou o espírito. O título "A Ascensão", remonta ao "estado de 'elevação' de quem marca sua existência por princípios", argumentou Caetano. "Aqueles que trocam a própria vida pelo bem coletivo."

    A jornalista, que integra a equipe da Revista de Cinema, classifica "A Ascensão" como um "poderoso drama de guerra" que não foca no embate entre Alemanha e URSS, mas na batalha interna que a guerra desencadeia em cada um de nós.

    Atores Vladimir Gostyukhin (à esquerda) e Boris Plotnikov (à direita), em cena do filme A Ascensão, de 1976
    © Foto / Mosfilm (1976)
    Atores Vladimir Gostyukhin (à esquerda) e Boris Plotnikov (à direita), em cena do filme "A Ascensão", de 1976

    O elenco do filme é composto por atores "de imensos recursos" mas que, até então, eram pouco conhecidos na União Soviética. Dessa forma, a diretora buscava enfatizar que todos estão suscetíveis aos conflitos de consciência impostos pela guerra.

    Isso não diminuiu o rigor de Larisa ao escolher o elenco: o ator Boris Plotnikov, que interpreta o soldado Sotnikov, teve que passar por sete audiências antes de ser escolhido para fazer o papel. 

    O filme foi rodado nos dias mais frios do inverno, para representar o clima rigoroso do ano de 1942. O ator Vladimir Gostyukhin contou ao canal russo Kultura que a sensação durante as filmagens era de "morte a cada cena".

    A diretora Larisa Shepitko, uma promessa do cinema soviético, faleceu em um acidente de carro poucos anos depois de filmar "A Ascensão". O filme, portanto, é uma rara janela para genialidade do trabalho da diretora, que comandou as filmagens de "Asas" (1966) e "Você e Eu" (1971).

    Atores Boris Plotnikov e Vladimir Gostyukhin contracenam em A Ascensão, de Larisa Shepitko
    © Foto / Mosfilm (1976)
    Atores Boris Plotnikov e Vladimir Gostyukhin contracenam em "A Ascensão", de Larisa Shepitko

    Baseado no livro "Sotnikov", de Vasily Bykov, o longa metragem foi premiado com o Urso de Ouro no Festival de Berlim de 1974.

    O filme "A Ascensão" foi disponibilizado ao público brasileiro pelo projeto CPC-UMES filmes que, em parceria com os estúdios Mosfilm, reuniu biblioteca completa de filmes russos e soviéticos legendados para o português.

    O filme ficará disponível de graça nos dias 1º e 2 de maio. Acesse aqui a obra-prima. A Sputnik Brasil convida o leitor a conhecer a história da Segunda Guerra Mundial, para garantir que ela nunca se repita. 

    Mais:

    Esta foi tática única utilizada pelo Exército soviético na Batalha de Berlim
    Quarentena com Sputnik Brasil: existe saída em meio ao caos no filme russo 'Cidade Zero'
    Há 75 anos no rio Elba: como foi o encontro caloroso entre tropas soviéticas e forças dos EUA
    Tags:
    colaboração, batalha, Nazismo, Segunda Guerra Mundial, cinema soviético, cultura russa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar