Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Emirados Árabes miram em projetos de startups do Brasil para zerar sua dependência de petróleo e gás

© Foto / Alan Santos / Palácio do Planalto / CCBY 2.0Presidente Jair Bolsonaro recebe cumprimentos ao desembarcar em Dubai, 23 de janeiro de 2021
Presidente Jair Bolsonaro recebe cumprimentos ao desembarcar em Dubai, 23 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.07.2022
Nos siga noTelegram
Meta do país árabe é ficar "zero dependente" dos combustíveis até 2030 e o "momento de transição" é agora, segundo um dos coordenadores do planejamento.
O programa de aceleração do Parque de Tecnologia e Inovação (SRTIP, na sigla em inglês) de Sharjah, terceira cidade mais populosa dos Emirados Árabes Unidos (EAU), busca a expertise e criatividade brasileiras para ajudarem o país com projetos ligados à energia, água, design, arquitetura, transporte e logística, análise ambiental ou economia sustentável.
De acordo com o jornal Valor Econômico, dentro do planejamento, há 20 vagas gratuitas para startups brasileiras interessadas em participar de seu processo seletivo.
Segundo Hussain Al Mahmoudi, CEO do SRTIP, a aproximação de empresas de base tecnológica é um caminho para reduzir a dependência econômica dos Emirados Árabes do setor de petróleo e gás.

"Originalmente, 70% da nossa economia é baseada neste setor [de petróleo e gás], mas o objetivo é sermos zero dependentes até 2030 e são sete anos até lá. Tudo está em um momento de transição agora e é um excelente período para empresas estabelecidas e startups. [...] Queremos que as empresas brasileiras venham conosco e vamos apresentá-las a esses mercados", afirmou Mahmoudi em entrevista à mídia.

O executivo também destacou que o interesse em startups também é uma forma de trazer apoio tecnológico a países grandes do Oriente Médio que são carentes destes recursos como Irã, Líbia, Iraque, Síria e Arábia Saudita.
Bandeira dos Emirados Árabes Unidos hasteada em navio em Dubai Marina, Dubai, Emirados Árabes Unidos, 22 de maio de 2015 - Sputnik Brasil, 1920, 12.07.2021
Ao recusar proposta da OPEP, EAU estão se preparando para mundo pós-petróleo, diz mídia
As inscrições para o Acelerador Avançado da Indústria de Sharjah (Saia, na sigla em inglês), projeto dentro do SRTIP, vão até 16 de agosto e a melhor proposta ganhará um prêmio de US$ 50 mil (R$ 262 mil).
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала