Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Pentágono avalia 1,3 mil propostas de novas armas para enviar à Ucrânia, diz mídia

© AP Photo / Alex BrandonSecretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, durante briefing no Pentágono, EUA, 17 de novembro de 2021
Secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, durante briefing no Pentágono, EUA, 17 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.07.2022
Nos siga noTelegram
O Departamento de Defesa dos Estados Unidos está revisando 1,3 mil propostas de 800 empresas para desenvolver novas armas e capacidade comercial para auxiliar a Ucrânia em meio à operação militar especial russa.
Conforme publicou a CNN, na quinta-feira (30), citando uma fonte da Defesa norte-americana, as propostas incluem sistemas antiaéreos, antitanques, drones, segurança da comunicação, entre outros. A expectativa é de que o Pentágono decida quais propostas aceitará nas próximas semanas.
Os Estados Unidos pretendem aperfeiçoar sua capacidade industrial de base para apoiar as necessidades da Ucrânia caso o conflito continue por um longo período, afirma a publicação.
Anteriormente, oficiais de Defesa dos EUA realizaram encontros com companhias da indústria militar norte-americana para avaliar a capacidade industrial do país de suprir a demanda ucraniana de armamentos.
© AP Photo / Mosa'ab ElshamyUm Sistema de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (Himars, na sigla em inglês) faz disparo durante exercícios no sul do Marrocos, em 9 de junho de 2021
Um Sistema de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (Himars, na sigla em inglês) faz disparo durante exercícios no sul do Marrocos, em 9 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.07.2022
Um Sistema de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (Himars, na sigla em inglês) faz disparo durante exercícios no sul do Marrocos, em 9 de junho de 2021
Washington tem liderado seus aliados no sentido de garantir apoio a Kiev. Entre outras medidas, o Congresso dos EUA aprovou, em maio, um pacote de US$ 40 bilhões (cerca de R$ 210 bilhões) em assistência financeira e militar à Ucrânia. No mês anterior, o secretário de Defesa norte-americano, Lloyd Austin, afirmou que um dos objetivos da Casa Branca com o apoio é "enfraquecer a Rússia".
Desde o início da operação militar russa na Ucrânia, os EUA e seus aliados têm enviado armamentos cada vez mais sofisticados à Ucrânia. Recentemente Washington anunciou o envio de armas de artilharia de longo alcance a Kiev — Sistemas de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (Himars, na sigla em inglês). Alemanha, Reino Unido e Países Baixos também enviaram armas semelhantes à Ucrânia recentemente.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала