Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Premiê britânico diz que tentativas de resolver o conflito ucraniano só trariam instabilidade

© AFP 2022 / KENNY HOLSTONO primeiro-ministro britânico Boris Johnson e a presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen ao fundo durante almoço de trabalho no Pavilhão de Yoga durante a Cúpula do G7 realizada no Castelo de Elmau, sul da Alemanha, 26 de junho 2022
O primeiro-ministro britânico Boris Johnson e a presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen ao fundo durante almoço de trabalho no Pavilhão de Yoga durante a Cúpula do G7 realizada no Castelo de Elmau, sul da Alemanha, 26 de junho 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.06.2022
Nos siga noTelegram
Os líderes da França e do Reino Unido consideram que "este é um momento crítico para o curso do conflito e que há uma oportunidade de mudar o curso da guerra".
O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, expressou neste domingo (26) durante o encontro com o presidente francês, Emmanuel Macron, por ocasião da cúpula do G7 (grupo formado por Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido), que as tentativas de resolução da crise na Ucrânia neste momento só iriam criar mais instabilidade no mundo e fortalecer as posições de Moscou.
"O primeiro-ministro enfatizou que qualquer tentativa de resolver o conflito agora só causará instabilidade duradoura e dará permissão a Putin para manipular os países soberanos e os mercados internacionais em perpetuidade", disse o comunicado divulgado pelo governo britânico.
A agência informou que ambos os líderes reconheceram que "este é um momento crítico para o curso do conflito e que há uma oportunidade de mudar o curso da guerra" e concordaram que vão continuar prestando assistência à Ucrânia.
Pouco depois, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, reagiu às declarações de Johnson e as descreveu como "terríveis".
"A melhor explicação do que é 'humor político britânico': obscuro, pouco sofisticado e muito vulgar. Inicialmente, recusa-se a acreditar que declarações tão monstruosas sejam possíveis em princípio, mas depois lembra-se que é um regime de 'monarquia democrática liberal' e tudo mais se encaixa", escreveu a porta-voz em sua conta do Telegram.
O presidente dos EUA, Joe Biden, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, durante a cúpula do G7 na Alemanha, 26 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.06.2022
Panorama internacional
EUA e Alemanha defendem solução diplomática para conflito na Ucrânia
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала