Pilotos ucranianos criticam drones dos EUA e Turquia, relata Foreign Policy

CC BY-SA 4.0 / Bayhaluk / (imagem editada)Drone turco TB2 Bayraktar
Drone turco TB2 Bayraktar - Sputnik Brasil, 1920, 23.06.2022
Nos siga noTelegram
Os pilotos ucranianos consideram que é perigoso usar os drones de combate americanos MQ-1C Gray Eagle, enquanto os Bayraktar TB-2 turcos são quase inúteis, informa a revista Foreign Policy, citando fontes.
De acordo com o veículo, que cita funcionários sob anonimato, parece haver uma divisão entre os pilotos de frente e o chefe do Estado-Maior da Ucrânia em relação à questão do uso de drones.
As personalidades oficiais tanto na Ucrânia como nos EUA estão ficando cada vez mais preocupadas com a possibilidade de os sistemas avançados da Defesa Aérea russa derrubarem o Gray Eagle. Os pilotos também duvidam que os veículos não tripulados americanos sejam capazes de "sobreviver" mais de uma ou duas missões.

"É extremamente perigoso usar os drones tão caros em nosso caso por causa da defesa antiaérea do adversário. Aqui não é o Afeganistão", cita a revista as palavras de um dos pilotos ucranianos.

Conforme nota a Foreign Policy, após as Forças Armadas da Rússia terem fortalecido a defesa aérea, os pilotos do Exército ucraniano restringiram o uso dos drones turcos que se tornaram "quase inúteis". Agora são utilizados apenas em raras operações especiais e para ataques.
Desde 24 de fevereiro, a Rússia tem realizado a operação militar de "desmilitarização e desnazificação" da Ucrânia. O presidente Vladimir Putin designou como seu objetivo a proteção das pessoas de Donbass que por oito anos foram "vítimas do genocídio por parte do regime de Kiev".
Drones de ataque com mísseis Grey Eagle (imagem ilustrativa) - Sputnik Brasil, 1920, 22.06.2022
Panorama internacional
NI: Pentágono desiste de ideia a enviar para Kiev drones militares por receio da Rússia
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала