Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Mais de 2 milhões de pessoas foram retiradas de Donbass, na Ucrânia, para a Rússia

© Sputnik / Dmitry Makeev / Abrir o banco de imagensPessoas em um centro de acomodação temporária para refugiados da Ucrânia em 31 de maio de 2022
Pessoas em um centro de acomodação temporária para refugiados da Ucrânia em 31 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 21.06.2022
Nos siga noTelegram
Mais de 2 milhões de pessoas foram evacuadas para a Rússia de áreas perigosas das Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk (RPD e RPL) e Ucrânia desde o início da operação militar especial de Moscou, disse o coronel-general Mikhail Mizintsev, diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Defesa da Rússia, nesta terça-feira (21).
Ele também lidera a sede de coordenação da resposta humanitária do país.

"No último dia, sem a participação do lado ucraniano, 21.947 pessoas, incluindo 3.826 crianças, foram evacuadas para o território da Federação da Rússia de áreas perigosas da Ucrânia e das repúblicas de Donbass; em geral, desde o início da operação militar especial, 2.002.773 pessoas, incluindo 318.144 crianças, [foram evacuadas]", disse Mizintsev.

Presidente dos EUA, Joe Biden fala na Sala Leste da Casa Branca, em Washington, em 2 de maio de 2022 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 21.06.2022
Panorama internacional
Biden rechaça temor por racha de aliança pró-Ucrânia: 'Não tenho medo'
A Rússia lançou uma operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro, em resposta aos apelos das Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk (RPD e RPL) para proteção dos ataques realizados pelas tropas ucranianas.
O Ministério da Defesa russo disse que o objetivo da operação, que visa a infraestrutura militar ucraniana, é "desmilitarizar e desnazificar" a Ucrânia e libertar completamente Donbass.
O presidente russo, Vladimir Putin, disse que a operação visa "proteger as pessoas submetidas ao genocídio pelo regime de Kiev por oito anos".
Em 25 de março, as Forças Armadas russas concluíram as principais tarefas da primeira etapa, reduzindo significativamente o potencial de combate da Ucrânia.
As nações ocidentais impuseram inúmeras sanções à Rússia e forneceram armas à Ucrânia.
Olaf Scholz, chanceler alemão, dá discurso em conferência da Federação das Indústrias Alemãs em Berlim, Alemanha, 21 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 21.06.2022
Panorama internacional
Scholz garante que Alemanha está ajudando muito a Ucrânia e que dano das sanções vale a pena
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала