Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

China procura se 'antecipar' à NASA e ESA e transportar à Terra amostras de Marte 2 anos antes

© Foto / NASA / Instituto de Propulsão a Jato-Instituto de Tecnologia da Califórnia / Universidades Associadas / Sistemas de Ciência Espacial de Malin, EUAComposto de duas imagens obtidas por uma das câmeras de navegação do rover Perseverance da NASA mostra o buraco perfurado durante sua segunda tentativa de coleta de amostras. As imagens, tiradas em 1º de setembro de 2021 (no 190º sol, ou dia marciano, da missão) na unidade geológica Cratera de Piso Fraturado Rugoso na Cratera Jezero de Marte. A equipe de pesquisa apelidou a rocha de Rochette e o local na rocha onde a amostra foi obtida de Montdenier
Composto de duas imagens obtidas por uma das câmeras de navegação do rover Perseverance da NASA mostra o buraco perfurado durante sua segunda tentativa de coleta de amostras. As imagens, tiradas em 1º de setembro de 2021 (no 190º sol, ou dia marciano, da missão) na unidade geológica Cratera de Piso Fraturado Rugoso na Cratera Jezero de Marte. A equipe de pesquisa apelidou a rocha de Rochette e o local na rocha onde a amostra foi obtida de Montdenier - Sputnik Brasil, 1920, 21.06.2022
Nos siga noTelegram
O projetista-chefe da primeira missão independente da China em Marte planeja usar dois foguetes que completarão a retirada e transporte à Terra de amostras do Planeta Vermelho.
A China informou ter planos de retornar à Terra com amostras de rochas de Marte até julho de 2031, dois anos antes de uma missão conjunta planejada pela agência espacial norte-americana NASA e pela Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês).
Sun Zezhou, projetista-chefe da Tianwen-1, primeira missão independente da China em Marte, anunciou na segunda-feira (20) que a próxima começará no final de 2028. As sondas espaciais aterrissarão em Marte em setembro de 2029, enquanto as amostras serão retornadas à Terra em julho de 2031.
A agência espacial chinesa pretende usar seus dois poderosos foguetes, o Longa Marcha 5 e Longa Marcha 3B, para completar a nova missão Tianwen-3, que incluirá uma única aterrissagem e decolagem de Marte para retirar amostras do Planeta Vermelho.
Imagem do rover Zhurong capturada pela câmera de alta definição HiRISE, que está a bordo do MRO - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2022
Sociedade e cotidiano
Satélite da NASA fotografa rover chinês viajando pela superfície de Marte (FOTOS)
O foguete Longa Marcha 5 carregará um módulo de pouso e um veículo de subida, com o último transportando as amostras para a órbita de Marte a uma velocidade de 4,5 km/s.
O segundo foguete, Longa Marcha 3B, deverá partir no final de outubro de 2030 e retornar à Terra em julho de 2031. Ele transportará um módulo de órbita e retorno. Assim que o veículo de subida levar as amostras de Marte para a órbita, a espaçonave se aproximará das amostras e as capturará antes de transportá-las à Terra.
Uma apresentação no 120º aniversário da Universidade de Nanjing, China, detalhou que os cientistas chineses usarão amostragem de superfície, perfuração e amostragem inteligente móvel durante a missão, e não um rover para coletar amostras de rochas de diferentes locais, como no caso da missão da NASA e da ESA.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала