Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Business Insider prevê para mundo meses 'extremamente difíceis' ante sanções antirrussas da UE

© Sputnik / Vladimir Sergeev / Abrir o banco de imagensBanderas de la UE y Rusia (archivo)
Banderas de la UE y Rusia (archivo) - Sputnik Brasil, 1920, 21.06.2022
Nos siga noTelegram
Business Insider escreveu que o mundo está perante um verão – do Hemisfério Norte – "extremamente difícil" devido ao embargo da União Europeia ao petróleo russo.
Os mercados internacionais estão perante um verão "extremamente difícil" por causa da introdução pela UE do embargo parcial ao petróleo russo, escreve a edição Business Insider, referindo-se ao analista Viktor Katon.
Segundo ele, as taxas de juro "extremamente" altas vão ser a única esperança para a redução dos preços do petróleo. "Um verão extremamente difícil e conturbado vai ser o efeito direto", destacou, levando em consideração o verão do Hemisfério Norte, que já começou e vai até 23 de setembro. Os autores do Business Insider supõem que as tentativas de privar Moscou de lucros da venda dos combustíveis fósseis não trouxeram um efeito planejado.

"Muito pelo contrário: agora a Rússia está exportando mais petróleo que antes do início do conflito na Ucrânia, e devido ao fato de os preços estarem subindo rapidamente o país recebe cerca de US$ 20 bilhões [R$ 103,8 bilhões] por mês dos compradores estrangeiros", segundo Business Insider.

Os analistas entrevistados pela edição defendem que a redução da oferta da Rússia e uma demanda alta podem levar a um futuro crescimento dos preços do petróleo, tendo em conta o renascimento da indústria turística após a pandemia.
Empregado em estação compressora na Hungria - Sputnik Brasil, 1920, 20.06.2022
Panorama internacional
Governo da Hungria compara embargo ao gás russo a um 'tiro nos pulmões' para UE
O Ocidente fortaleceu uma pressão com sanções contra Moscou depois do início da operação militar na Ucrânia. Certos países anunciaram o congelamento das contas russas, muitas marcas comerciais abandonaram o país. A UE já aprovou seis pacotes de sanções que em particular incluem uma imposição gradual do embargo às importações do carvão e petróleo russos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала