Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Força Aérea britânica quer mais aviões de patrulha marítima para se defender de submarinos russos

© Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia / Abrir o banco de imagensSubmarino estratégico russo Yuri Dolgoruky no mar Branco
Submarino estratégico russo Yuri Dolgoruky no mar Branco - Sputnik Brasil, 1920, 20.06.2022
Nos siga noTelegram
A Força Aérea Real britânica (RAF, na sigla em inglês) necessita urgentemente de aeronaves de patrulha marítima adicionais para enfrentar a Rússia e sua frota "assustadora" de submarinos, disseram dois comandantes britânicos da Força Aérea ao The Telegraph.
O comandante de esquadrilha da RAF Ben Livesy afirmou que, se o Reino Unido não aumentar sua frota de aviões Boeing P-8 de nove para 12, então uma "resposta credível" britânica aos russos "expansionistas" seria "posta à prova até o limite".

"Temos uma oportunidade com tempo limitado de fazer isso", disse o comandante, sugerindo que faria "sentido econômico" comprar os aviões da Boeing assim que possível. "Temos capacidade em nosso arsenal para responder [à Rússia]. Mas, se você construir a defesa com pouco dinheiro, você não terá uma resposta credível […] fica com sensores piores, não poderá ir tão longe e passará menos tempo no ar", explicou Livesy.

Cada avião de patrulhamento antissubmarino P-8A Poseidon custa US$ 147 milhões (cerca de R$ 757 milhões).
O comandante de esquadrilha James Henderson tem a mesma opinião: "Ter três [aviões P-8] extra nos ofereceria maior capacidade de proteger os porta-aviões de ataques russos. Eles investiram mais em sua Marinha, têm novos submarinos. Isso representa uma ameaça para nós […] é bastante assustador", disse ele.
Knyaz Vladimir, um submarino nuclear do projeto 955A (Borei-A), dotado de mísseis estratégicos, na base naval de Severodvinsk - Sputnik Brasil, 1920, 01.06.2022
Frota do Pacífico da Rússia receberá 6 novas embarcações em 2022
Os Boeing P-8 existentes na RAF operam a partir da base de Lossiemouth, no nordeste na Escócia, e são destinados a detectar submarinos adversários usando 129 bóias radiossônicas que são lançadas na água. A aeronave também pode ser equipada com torpedos Mark 54, fabricados pela Raytheon.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала