- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Embarcação de Bruno Pereira e Dom Phillips é encontrada na Amazônia, diz mídia

© AFP 2022 / Joao LaetColaborador do jornal The Guardian, jornalista britânico Dom Phillips percorre a Amazônia em 16 de novembro de 2019 (foto de arquivo)
Colaborador do jornal The Guardian, jornalista britânico Dom Phillips percorre a Amazônia em 16 de novembro de 2019 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 20.06.2022
Nos siga noTelegram
A embarcação do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips foi encontrada na noite deste domingo (19), no Rio do Itacoaí, nas proximidades da comunidade de Cachoeira, informou o portal G1, de acordo com informações da Polícia Civil e da Polícia Federal.
A lancha foi localizada a cerca de 20 metros de profundidade, com seis sacos de areia para dificultar a flutuação, a uma distância de 30 metros da margem direita do rio, segundo a polícia, conforme noticiou o G1.
O local foi indicado por Jeferson da Silva Lima, o "Pelado da Dinha". Preso no sábado (18), ele é um dos oito suspeitos dos assassinatos. Três já foram detidos.
A polícia disse que foram cinco horas de operação até encontrar a lancha. Além do casco da embarcação, também foram localizados um motor Yamaha 40 hp e quatro tambores, que eram de propriedade do Bruno, sendo três em terra firme e um submerso.
Nos próximos dias, a embarcação será submetida a exames periciais, segundo a PF, com o objetivo de reconstruir o caso e entender como os assassinatos de fato ocorreram.
© Folhapress / Pedro LadeiraPoliciais federais conduzem um dos suspeitos presos acusados do homicídio do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, em Atalaia do Norte, no Amazonas, no Brasil, em 15 de junho de 2022
Policiais federais conduzem um dos suspeitos presos acusados do homicídio do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, em Atalaia do Norte, Amazonas, Brasil, 15 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 20.06.2022
Policiais federais conduzem um dos suspeitos presos acusados do homicídio do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, em Atalaia do Norte, no Amazonas, no Brasil, em 15 de junho de 2022. Foto de arquivo
Além de Jeferson da Silva Lima, os outros dois presos até o momento são o pescador Amarildo Oliveira, o "Pelado", e Oseney Oliveira, o "Dos Santos".
"O Comitê de Crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, informa que até o momento há 3 suspeitos presos pela morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips e outras 5 pessoas já foram identificadas por terem participado da ocultação dos cadáveres. As investigações continuam no sentido de esclarecer todas as circunstâncias, os motivos e os envolvidos no caso", disse a Polícia Federal em nota, divulgada no sábado (18).
Nos últimos dias, a PF confirmou que os restos mortais eram tanto do jornalista quanto do indigenista, servidor licenciado da Fundação Nacional do Índio (Funai), desde sua exoneração em 2019, após uma operação de combate ao garimpo ilegal.
A perícia da PF apontou que Bruno Pereira e Dom Phillips foram mortos a tiros com armas de caça. Pereira foi assassinado com três tiros, sendo dois no tórax e um na cabeça, enquanto Dom foi atingido por um disparo no tórax.
Os exames devem ser concluídos até a próxima quarta-feira (22), quando os restos mortais do indigenista e do jornalista serão entregues às suas respectivas famílias.
O presidente brasileiro Jair Bolsonaro gesticula durante a cerimônia de posse de novos ministros no Palácio do Planalto, em Brasília, em 31 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022
Notícias do Brasil
Liderança da UE diz que crime no AM é fruto da postura de Bolsonaro; aliados criticam presidente
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала