Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA sancionam empresas da China e dos Emirados por apoiarem vendas de produtos petroquímicos do Irã

© Mandel NganUma bandeira dos EUA voa em frente ao Capitólio dos EUA em Washington, DC em 14 de janeiro de 2022
Uma bandeira dos EUA voa em frente ao Capitólio dos EUA em Washington, DC em 14 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 18.06.2022
Nos siga noTelegram
Tesouro norte-americano diz que, na ausência do cumprimento do acordo nuclear, Washington vai usar sua autoridade para limitar as exportações de petróleo e derivados feitas pelo país persa.
O Departamento do Tesouro dos EUA sancionou na quinta-feira (16) uma rede de produtores petroquímicos no Irã, bem como várias empresas na China e nos Emirados Árabes Unidos (EAU) por "apoiarem as vendas de produtos petroquímicos iranianos".

"Os Estados Unidos estão seguindo o caminho da diplomacia significativa para alcançar um retorno mútuo ao cumprimento do Plano de Ação Conjunto Global [JCPOA, na sigla em inglês]. Na ausência de um acordo, continuaremos a usar nossas autoridades de sanções para limitar as exportações de petróleo, derivados de petróleo e produtos petroquímicos do Irã. Os EUA continuarão a expor as redes que o Irã usa para ocultar atividades de evasão de sanções", disse Brian E. Nelson, subsecretário do Tesouro para Terrorismo e Inteligência Financeira citado no comunicado.

De acordo com a nota divulgada, as medidas punitivas foram introduzidas contra companhias que ajudaram a comercializar produtos petroquímicos iranianos no exterior, especificamente para clientes em Pequim e no Leste Asiático.
Especifica-se que as entidades que entraram na lista negra ajudaram o país persa a "realizar transações internacionais e evitar sanções". As sanções também afetaram o cidadão chinês, Jinfeng Gao, e o cidadão indiano, Mohammed Shaheed Ruknooddin Bhore.
O enviado especial dos EUA para o Irã, Robert Malley, fala durante uma coletiva de imprensa, Manama, Bahrein, 19 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 25.05.2022
Panorama internacional
Tesouro dos EUA impõe novas sanções relacionadas ao Irã afetando 10 pessoas e 9 empresas
Como resultado, todos os bens, bem como os interesses de propriedade de empresas e indivíduos sancionados, que estejam sob jurisdição dos EUA, serão bloqueados. Por outro lado, as pessoas ou instituições financeiras estrangeiras que com eles efetuem transações também podem estar sujeitas a penalidades.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала