Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Reino Unido oferece treinamento a 10 mil soldados ucranianos a cada 4 meses

© AP PhotoO primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson (à esquerda), caminha ao lado do presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, em Kiev, Ucrânia, 9 de abril de 2022
O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson (à esquerda), caminha ao lado do presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, em Kiev, Ucrânia, 9 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 17.06.2022
Nos siga noTelegram
Nesta sexta-feira (17), o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, ofereceu a Kiev uma campanha de treinamento militar para até 10 mil soldados a cada quatro meses.
Mais cedo, Johnson esteve na capital ucraniana para um encontro com o presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, e apresentou o plano ao mandatário. Outros líderes europeus também estiveram em Kiev nesta data, caso do presidente francês, Emmanuel Macron, e do chanceler alemão, Olaf Scholz.

"O primeiro-ministro ofereceu o lançamento de uma grande operação de treinamento para forças ucranianas, com o potencial de treinar até 10 mil soldados a cada 120 dias", afirmou o gabinete de Johnson por meio de comunicado.

© Sergei SupinskyO presidente ucraniano, Vladimir Zelensky (à direita), aperta a mão do presidente da França, Emmanuel Macron, antes de reunião com líderes da União Europeia no Palácio Mariinsky, em Kiev, em 16 de junho de 2022
O presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, aperta a mão do presidente da França, Emmanuel Macron, antes de uma reunião com líderes da União Europeia no Palácio Mariinsky, em Kiev, em 16 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 17.06.2022
O presidente ucraniano, Vladimir Zelensky (à direita), aperta a mão do presidente da França, Emmanuel Macron, antes de reunião com líderes da União Europeia no Palácio Mariinsky, em Kiev, em 16 de junho de 2022
O programa anunciado por Londres terá os treinamentos fora da Ucrânia. O treino tem previsão de duração de três semanas e pretende acelerar o envio de tropas e ampliar a resistência dos militares ucranianos, segundo o comunicado.
Ainda segundo o gabinete de Johnson, os soldados ucranianos terão treinamento médico e de cibersegurança, além de táticas contra explosivos. Caso a oferta seja aceita por Kiev, outros países serão convidados para serem anfitriões do treinamento.
Desde o início da operação militar especial russa na Ucrânia, os EUA e seus aliados, principalmente os países da União Europeia, têm oferecido apoio financeiro e militar a Kiev, este pelo envio de armas. Recentemente, EUA, Alemanha e Reino Unido anunciaram o envio de armas de artilharia de médio e longo alcance para a Ucrânia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала