Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Heineken recebe ultimato no México por falta de água em cidade: 'Ou eles me dão ou eu tiro'

© Foto / Pixabay / Alexas_FotosTaça de cerveja (imagem referencial)
Taça de cerveja (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 17.06.2022
Nos siga noTelegram
Autoridades federais mexicanas vão obrigar a cervejaria Heineken a ceder 33% de suas reservas para atender à crise de abastecimento de água na cidade de Monterrey.
Quem explicou a intervenção federal foi o governador de Nuevo León, Samuel García, segundo informações do jornal El Heraldo de Juaréz.
Garcia informou que a Comissão Nacional de Águas (Conagua) vai obrigar a empresa de bebidas alcoólicas a ajustar o uso do recurso para enfrentar a situação de desabastecuimento.
A crise no abastecimento de água perdura há semanas, e a Conagua notificou a Heineken, que tem concessões de seis milhões de metros cúbicos de recursos hídricos por ano, dos quais utiliza apenas quatro, que deve ceder o percentual não utilizado em "benefício comum".
De acordo com o governador, a "Conagua deu um ultimato à Heineken" sobre a transferência desse percentual da água, alertando que se não suportar a situação, "toda a concessão será retirada".

"A Conagua já disse [aos diretores da Heineken]: ou eles me dão água ou eu tiro", disse o governador de Nuevo León, acrescentando que a estatal "está buscando poços privados para fornecer água ao abastecimento público".

A cervejeira europeia opera sete fábricas em território mexicano, e a crise de abastecimento é também política.
Cidadãos acusam García de cortar gradualmente o abastecimento de água aos habitantes da área metropolitana de Monterrey, enquanto as grandes indústrias que operam na área desfrutam de consumo regular.
Ontem (16), Samuel García apresentou um plano para garantir o acesso à água de Nuevo León até 2050, ao anunciar a construção do aqueduto El Cuchillo II.
Andrés Manuel López Obrador toma posse como presidente do México, 1º de dezembro de 2018 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 18.05.2022
Panorama internacional
México pede aos EUA o fim da OEA e a criação de uma nova organização para as Américas
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала