Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

França quer vitória da Ucrânia com integridade dos territórios até mesmo da Crimeia, diz MRE francês

© Sergei SupinskyO presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, aperta a mão do presidente da França, Emmanuel Macron, antes de uma reunião com líderes da União Europeia no Palácio Mariinsky, em Kiev, em 16 de junho de 2022
O presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, aperta a mão do presidente da França, Emmanuel Macron, antes de uma reunião com líderes da União Europeia no Palácio Mariinsky, em Kiev, em 16 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022
Nos siga noTelegram
Para Paris, quem vai decidir com quais características se constituirá uma possível "vitória ucraniana" será o presidente do país, no entanto, governo de Emmanuel Macron espera que uma integridade total dos territórios ucranianos seja restabelecida.
Nesta quinta-feira (16), durante a visita de líderes europeus a Kiev, a chancelaria francesa disse que Paris espera uma vitória militar ucraniana contra Moscou sob a qual se restabeleça a integridade territorial do país, incluindo a Crimeia, que se reunificou à Rússia em 2014, segundo a Reuters.
"Somos por uma vitória integral com a restauração da integridade territorial em todos os territórios conquistados pelos russos, incluindo a Crimeia", disse a autoridade.
Ao mesmo tempo, a fonte diplomática afirmou que terminada a operação russa, serão necessários diálogos para determinar o tipo de garantias de segurança para a Ucrânia e a relação entre o país e a OTAN para "saber como construiremos uma paz duradoura [...]. O que está em jogo é a segurança de todos nós".
Entretanto, a autoridade declarou que uma "vitória militar ucraniana deve ser definida por [Vladimir] Zelensky".
© AFP 2022 / Sergei SupinskyO presidente da França, Emmanuel Macron, aperta a mão do presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, ladeado pelo primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, e o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, no Palácio Mariinsky, em Kiev, 16 de junho de 2022
O presidente da França, Emmanuel Macron, aperta a mão do presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, ladeado pelo primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, e o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, no Palácio Mariinsky, em Kiev, 16 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022
O presidente da França, Emmanuel Macron, aperta a mão do presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, ladeado pelo primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, e o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, no Palácio Mariinsky, em Kiev, 16 de junho de 2022
Pela primeira vez, desde o início da operação militar especial russa na Ucrânia, líderes das principais potências europeias se reuniram com o presidente ucraniano em Kiev para demonstrar seu apoio ao país.
A visita contou com a presença do chanceler alemão, Olaf Scholz, do primeiro-ministro italiano, Mario Draghi e do presidente francês, Emmnauel Macron.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала