Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Pilotos não tiveram culpa das mortes de afegãos durante evacuação de Cabul, diz Força Aérea dos EUA

© AFP 2022 / Donald R. Allen / Força Aérea dos EUA / HandoutMembros da 816ª Esquadrilha Aérea Expedicionária da Força Aérea dos EUA carregam passageiros a bordo de um avião C-17 do ramo militar em meio à evacuação de civis no Aeroporto Internacional Hamid Karzai, Afeganistão, 24 de agosto de 2021
Membros da 816ª Esquadrilha Aérea Expedicionária da Força Aérea dos EUA carregam passageiros a bordo de um avião C-17 do ramo militar em meio à evacuação de civis no Aeroporto Internacional Hamid Karzai, Afeganistão, 24 de agosto de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 15.06.2022
Nos siga noTelegram
A Força Aérea dos EUA revelou que foram conduzidas duas investigações dos incidentes em torno da evacuação de afegãos em Cabul, e que os pilotos americanos "exerceram um bom julgamento".
Os pilotos americanos encarregados da evacuação apressada do Afeganistão em agosto de 2021 agiram "em conformidade com as regras de compromisso aplicáveis" e não são responsáveis pelas trágicas mortes associadas à operação, declarou na segunda-feira (13) em um comunicado a Força Aérea dos EUA.
Ann Stefanek, porta-voz da Força Aérea, relatou, citada pelo jornal Politico, que foram conduzidas duas investigações sobre o caso, uma pelos EUA. Elas concluíram que os membros da tripulação "exerceram um bom julgamento na sua decisão de subir ao ar o mais rápido possível quando confrontados por uma situação de segurança sem precedentes e em rápida deterioração".
Afegãos tiram fotos do veículo a partir do qual os foguetes foram lançados, Cabul, Afeganistão, 30 de agosto de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 14.09.2021
China exige que EUA respondam pela morte de civis em seu último ataque de drone no Afeganistão
Após a investigação conjunta do Comando Central dos EUA, responsável pelas operações militares do país no Oriente Médio, e do Comando de Mobilidade Aérea do serviço, eles "apresentaram opiniões concordantes de que a tripulação aérea estava em conformidade com as regras de engajamento específicas ao evento e a lei geral do conflito armado", continuou Stefanek.
Os pilotos americanos a bordo do C-17 em 16 de agosto voltaram ao serviço após "buscar cuidados e serviços adequados para ajudar a lidar com qualquer trauma decorrente desta experiência sem precedentes", revelou a porta-voz da Força Aérea dos EUA.
Já as autoridades do Catar se recusaram a continuar a investigação depois que o incidente foi revisto pelo Escritório de Investigações Especiais da Força Aérea americana.
Apesar das investigações conduzidas até agora, ainda não se sabe quantas pessoas morreram durante as evacuações de cerca de 125.000 indivíduos em Cabul, Afeganistão.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала