Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Parte das unidades ucranianas prefere não usar armas ocidentais, diz CNN

© AP Photo / Serviço de Imprensa do Ministério da Defesa da UcrâniaSoldados ucranianos usam um lançador com mísseis Javelin dos EUA durante exercícios militares na região de Donetsk, Ucrânia, em 23 de dezembro de 2021
Soldados ucranianos usam um lançador com mísseis Javelin dos EUA durante exercícios militares na região de Donetsk, Ucrânia, em 23 de dezembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 15.06.2022
Nos siga noTelegram
Em certos casos, os militares ucranianos preferem não usar as armas ocidentais, que conhecem mal, mas sim aquelas a que já estão habituados, informa o canal CNN citando uma fonte familiarizada com o assunto.
De acordo com a fonte, o processo de transferência do Exército ucraniano para os sistemas de armas da OTAN tem registrado dificuldades.
Por exemplo, não obstante as tropas da Ucrânia terem recebido "centenas" de drones kamikaze americanos Switchblade, uma série de unidades prefere usar drones comerciais, revela uma das fontes.
De acordo com as palavras de um alto funcionário da administração Biden, Washington está tentando entender melhor "o ritmo de consumo" de armas e munições pelo Exército ucraniano. Mas o Ocidente enfrenta dificuldades na avaliação das ações de Kiev, parcialmente porque ela não conta tudo aos parceiros ocidentais, ressaltam os funcionários.
Manobras da OTAN Saber Strike 2016 na Estônia - Sputnik Brasil, 1920, 01.06.2022
Panorama internacional
Fornecimento de sistemas de longo alcance HIMARS a Kiev ameaça cidades russas, diz especialista
Neste mês, a administração Biden anunciou um novo pacote de ajuda militar a Kiev que inclui sistemas HIMARS, capazes de lançar mísseis balísticos com alcance de até 300 km.
Recentemente, a Rússia enviou a todos os países, inclusive aos EUA, uma nota sobre as entregas de armas para a Ucrânia. O chefe da diplomacia russa, Sergei Lavrov, ressaltou várias vezes que quaisquer meios de transporte que carreguem armas para Kiev se tornarão um "alvo legítimo" para as forças russas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала