Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ocidente subestimou poder econômico da Rússia, aponta mídia britânica

© Sputnik / Aleksei LebedevMuralhas do Kremlin junto ao rio Moscou em Moscou, Rússia, foto publicada em 22 de maio de 2022
Muralhas do Kremlin junto ao rio Moscou em Moscou, Rússia, foto publicada em 22 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 13.06.2022
Nos siga noTelegram
O Ocidente não deve subestimar o poder econômico que a Rússia possui, escreveu Jonathan Saxty em um artigo no Daily Express.
A Rússia não é uma potência insignificante. O fato de que o Kremlin foi capaz de lançar tal operação e mantê-la contra um adversário armado pelo Ocidente indica que não estamos lidando com um país irrelevante, aponta o autor do artigo.
De acordo com ele, os EUA, União Europeia e outros países cometem um erro subestimando a importância de Moscou no comércio mundial.

"A Rússia desempenha um papel importante na exportação de alimentos e energia. Precisamos de alimentos e combustíveis mais do que café e aplicativos para celulares. A economia focada nos primeiros no fim das contas é mais estável", aponta Saxty.

O observador também reconheceu a ineficácia das atuais sanções, já que Moscou encontrará novos mercados para seus recursos.
"A Rússia está mesmo encontrando rotas para o seu petróleo nos mercados ocidentais através de refinarias de [países] terceiros", concluiu Saxty.
Um petroleiro espera perto da Refinaria Marathon Anacortes, operada pela Marathon Petroleum, em Anacortes, Washington 8 de março de 2022  - Sputnik Brasil, 1920, 08.06.2022
Panorama internacional
Crise de energia: proibição de petróleo russo expõe 'hipocrisia' dos EUA
Recentemente, o presidente dos EUA, Joe Biden, disse que o aumento dos preços dos combustíveis e a inflação no país são o resultado esperado de ajudar as autoridades de Kiev e que isso vai ter custos para os países europeus, os EUA e a OTAN.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала