Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Revelada origem dos objetos que cercaram destróieres dos EUA na Califórnia em 2019

© AFP 2022 / Departamento de Defesa dos EUA / HandoutVídeo desclassificado de pilotos da Marinha os EUA observando "fenômenos aéreos não identificados", foto obtida em 28 de abril de 2020
Vídeo desclassificado de pilotos da Marinha os EUA observando fenômenos aéreos não identificados, foto obtida em 28 de abril de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 12.06.2022
Nos siga noTelegram
O portal The Drive obteve acesso a documentos que desmistificam os eventos em torno de navios da Marinha dos EUA que presenciaram fenômenos aéreos no céu mal explicados até agora.
Os objetos aéreos misteriosos que sobrevoaram destróieres da Marinha dos EUA na costa da Califórnia em julho de 2019 eram drones lançados de um navio de carga de Hong Kong, informou na sexta-feira (10) o portal The Drive citando documentos obtidos através do Ato de Liberdade de Informação.
Como exemplo, o destróier USS Paul Hamilton enviou em 15 de julho de 2019 um e-mail com um vídeo e uma série de imagens captando o navio mercante Bass Strait, cuja empresa armadora não respondeu a pedidos de comentários. Os pontos negros representam possíveis drones, de acordo com The Drive. Um slide de um briefing confirma o evento, indicando que os drones do navio de Hong Kong estiveram vigiando os destróieres norte-americanos durante quase quatro horas.
Captura de tela do vídeo de um OVNI feito por pilotos da Marinha dos EUA e fornecido pelo Departamento de Defesa em 26 de abril de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 08.04.2022
Sociedade e cotidiano
Especialista médico da CIA: centenas de militares dos EUA encontraram OVNIs ao longo de décadas
Equipes da tripulação estão "treinadas para conduzir a bordo inteligência fotográfica a fim de documentar contatos e eventos de interesse desconhecidos", escreve o portal.
Os relatos são corroborados por outros navios. Assim, o destróier USS Bunker Hill observou até 11 drones, que pareceram continuar no local mesmo após a saída do Bass Strait, cuja tripulação foi contatada sem sucesso pela embarcação dos EUA. Os drones foram observados durante um período de cerca de quatro horas e meia, aponta a cronologia citada.
O destróier USS Ralph Johnson, por sua vez, também elaborou slides para o briefing sobre o incidente, tendo descrito rastros intermitentes de pelo menos quatro objetos no seu radar, além de luzes de até mais dez veículos aéreos não identificados. Além disso, os drones teriam se comportado em conformidade com as regras marítimas aceitas, apesar de não se saber a avaliação dos outros navios.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала